Busca avançada

Caracterização funcional da HJURP (Holliday junction recognizing protein) em células de glioblastoma multiforme

Processo: 13/13465-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Valeria Valente
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesq. associados:Christiane Pienna Soares ; José César Rosa ; Maria Luisa Paçó-Larson ; Wilson Araújo da Silva Junior
Bolsa(s) vinculada(s):15/00004-1 - Caracterização funcional da HJURP (Holliday Junction Recognizing Protein) em células de glioblastoma multiforme, BP.TT
13/23122-4 - Caracterização funcional da HJURP (Holliday Junction Recognizing Protein) em células de glioblastoma multiforme, BP.TT
Assunto(s):Neoplasias neuroepiteliomatosas  Astrocitoma  Resolvases de junção Holliday  Glioblastoma  Reparação de DNA  Radioterapia 

Resumo

Os astrocitomas são os tumores cerebrais primários mais comuns em adultos. De acordo com o grau de diferenciação e agressividade, eles são classificados em astrocitoma difuso de baixo grau (grau II), astrocitoma anaplástico (grau III) e glioblastoma multiforme (grau IV). Dentre eles, o glioblastoma multiforme (GBM) é o tipo mais frequente e agressivo, sendo que a maioria dos pacientes apresenta sobrevida de aproximadamente um ano após o diagnóstico. Isto se deve a alta invasividade e resistência dos GBMs a radio e quimioterapia. Estudos recentes tem revelado que a sua caracterização molecular é fundamental para a obtenção de diagnósticos mais precisos e o desenvolvimento de terapias mais dirigidas e eficazes. Dentro deste contexto, observamos em estudos prévios que HJURP (Holliday Junction Recognizing Protein), uma nova proteína envolvida em reparo de DNA e estabilidade genômica, está altamente super-expressa nos GBMs. Dados recentes de nosso laboratório mostraram que a redução de HJURP promove um drástico aumento nos níveis de apoptose em duas linhagens celulares de GBM, enquanto que células não tumorais não foram significativamente afetadas. Portanto, propomos estender a caracterização das funções de HJURP em células de GBM buscando: i) avaliar o requerimento de HJURP para viabilidade de outras linhagens celulares (normais e tumorais), ii) investigar a possível associação entre os níveis de expressão de HJURP e a resistência das células de GBM à radiação ionizante, e iii) caracterizar os mecanismos moleculares da ação de HJURP em diferentes células de GBM. Para isso, realizaremos ensaios funcionais de silenciamento gênico, através de RNA de interferência, e super-expressão para investigar o requerimento de HJURP para a atividade proliferativa e de reparo de DNA. Além disso, iremos investigar as vias que regulam sua atividade e mecanismo de ação, procurando caracterizar a relação entre HJURP e as proteínas supressoras tumorais ATM quinase e p53 que, de acordo com dados da literatura, atuam em vias compartilhadas com HJURP. Outro interesse deste projeto é a identificação dos parceiros moleculares de HJURP em diferentes linhagens de GBM, através de experimentos de imunoprecipitação seguidos de espectrometria de massas. Desse modo, pretendemos avançar no entendimento das funções de HJURP e avaliar sua participação na manutenção da estabilidade genômica das células de astrocitoma, o que poderá indicar o potencial desta proteína como alvo terapêutico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Estudo identifica alterações genéticas que tornam mais agressivo um tipo de tumor 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE SOUSA, JULIANA FERREIRA; TORRIERI, RAUL; SERAFIM, RODOLFO BORTOLOZO; MACEDO DI CRISTOFARO, LUIS FERNANDO; ESCANFELLA, FYBIO DALBON; RIBEIRO, RODRIGO; ZANETTE, DALILA LUCIOLA; PACO-LARSON, MARIA LUISA; DA SILVA, JR., WILSON ARAUJO; DA CUNHA TIRAPELLI, DANIELA PRETTI; NEDER, LUCIANO; CARLOTTI, JR., CARLOS GILBERTO; VALENTE, VALERIA. Expression signatures of DNA repair genes correlate with survival prognosis of astrocytoma patients. TUMOR BIOLOGY, v. 39, n. 4 APR 2017. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.