Busca avançada

As instituições políticas subnacionais: um estudo comparativo dos estados brasileiros

Processo: 13/15658-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de março de 2014 - 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Estado e Governo
Pesquisador responsável:George Avelino Filho
Beneficiário:
Instituição-sede: Escola de Economia de São Paulo (EESP). Fundação Getúlio Vargas (FGV). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Ciro Biderman ; Cláudio Gonçalves Couto ; Fernando Luiz Abrucio ; Luiz Felipe de Alencastro
Pesq. associados:Carlos Eduardo Ferreira Pereira Filho ; Cesar Zucco Junior ; Jairo Cesar Marconi Nicolau ; Jorge Pablo Gordin ; Lorena Guadalupe Barberia ; Lucas Isaac González ; Lucio Remuzat Rennó Junior ; Marcus André Barreto Campelo de Melo ; Octavio Amorim Neto ; Scott W Desposato ; Sérgio Rodrigo Marchiori Praça
Auxílios(s) vinculado(s):14/15097-2 - O melhor transporte implicam melhores empregos? Uma estimativa dos impactos da melhoria da mobilidade sobre a qualidade do emprego, AV.EXT
Bolsa(s) vinculada(s):17/07503-9 - A Coordenação Eleitoral No Brasil - Investigando O Jogo Multinível Dos Sistemas Políticos Estaduais Brasileiros, BP.PD
17/09724-2 - O Fim da Linha? Uma análise dos deputados federais que não se recandidataram entre 1998 e 2014., BP.IC
17/05752-1 - Indicações de secretários e a formação das coalizões partidárias no Legislativo do Estado de São Paulo, BP.IC
+ mais bolsas vinculadas 16/23909-2 - Constitucionalismo estadual no Brasil: emendamento constitucional nos estados, BP.IC
16/19378-1 - Contexto Político e Clareza de Responsabilização dos Governadores, BP.IC
16/19719-3 - As Transferências Obrigatórias e Discricionárias para os Estados Brasileiros, BP.IC
16/19949-9 - Determinantes da popularidade dos governadores, BP.IC
16/16191-8 - Eficiência de recursos financeiros de campanha e organização partidária, BP.DD
16/14959-6 - Determinantes do Endividamento dos Estados Brasileiros, BP.TT
15/25070-7 - A Arrecadação Fiscal e o Endividamento dos Estados Brasileiros, BP.IC
15/23656-4 - Determinantes econômicos da Popularidade dos Governadores, BP.TT
15/24185-5 - Determinantes econômicos da Popularidade dos Governadores, BP.IC
15/24020-6 - Secretarias de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e Carreiras Burocráticas, BP.IC
15/02045-7 - Volatilidade eleitoral e estratégia dos deputados federais no Brasil, BP.DR
15/19236-0 - Geografia e política: três ensaios, BP.DD
15/15200-0 - Quem são os deputados federais brasileiros? Uma análise da filiação partidária dos deputados entre 1998 e 2014., BP.IC
15/14740-1 - Determinantes Econômicos da Popularidade dos Governadores, BP.IC
15/12655-7 - Carreiras burocráticas em secretarias econômicas: São Paulo e Piauí, BP.IC
15/00267-2 - Análise Espacial da Fragmentação Intra e Inter-Partidária em Eleições Subnacionais: Revelando Estratégias de Coordenação Partidária, BP.PD
14/21448-2 - A Execução Orçamentária nos Estados Brasileiros, BP.IC
14/09962-2 - Os determinantes da criação das Secretarias Estaduais de Política para Mulheres e seu papel na coalizão: os casos de São Paulo, Maranhão e Rio Grande do Sul, BP.IC
14/16555-4 - Preferência eleitoral e perfil socioeconômico do eleitorado paulistano, uma abordagem a partir da geografia eleitoral, BP.IC
14/09977-0 - As Secretarias Estaduais de Segurança Pública e Administração Penitenciária e seu papel na coalizão: os casos de São Paulo e Minas Gerais entre 1994 e 2010, BP.IC
14/09857-4 - Carreiras burocráticas em secretarias de cultura: São Paulo e Rio de Janeiro, BP.IC
14/09617-3 - Gerenciamento de banco de Dados, BP.TT - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Gastos públicos  Eleições (processo político)  Partidos políticos (processo político) 

Resumo

A descentralização das últimas décadas, ao ampliar a importância dos governos estaduais e municipais na execução das políticas públicas, gerou um aumento considerável da produção bibliográfica sobre o poder subnacional no Brasil. A despeito dessa importância, o conhecimento sobre a dinâmica política estadual em termos comparativos ainda é relativamente escasso. A maior parte dos estudos, no entanto, concentrou-se na análise dos municípios, tais estudos apresentaram questões e hipóteses importantes, mas o conhecimento comparado da política estadual e, principalmente, a sua articulação com a política municipal, ainda é insuficiente. Em projeto anterior, o objetivo principal foi investigar os efeitos das instituições e do modus operandi político (variáveis independentes) sobre a alocação dos recursos públicos (variável dependente) no plano estadual. As variáveis independentes foram divididas em duas linhas de investigação. A primeira focava nas estratégias eleitorais dos governadores e partidos e os padrões de accountability estaduais. A segunda linha analisava as formas pelas quais o Executivo interage e procura construir maioria nas Assembleias Legislativas. Este projeto é uma continuidade e uma evolução daquele projeto temático. Ele representa uma continuidade ao manter os mesmos objetivos de pesquisa e a abordagem analítica, ou seja, investigar de forma comparada as instituições políticas estaduais e seu impacto nas escolhas dos governos. Ele é uma continuidade também porque se propõe a finalizar a pesquisa iniciada no primeiro projeto, completando a investigação local de todos os estados brasileiros e ampliando a cobertura do banco de dados políticos. Entretanto, o projeto atual representa evolução, na medida em que reformula alguns dos antigos objetivos, acrescenta novos e, introduz novas abordagens. A mudança mais importante foi à percepção de que a análise da política nos estados impunha uma abordagem mais compreensiva sobre a política estadual; particularmente, a relação entre a política estadual e a municipal. Este aspecto fundamenta a preocupação com a geografia eleitoral dos estados. Também ganharam maior importância neste novo projeto as indicações dos partidos para a burocracia estadual nas questões sobre administração das coalizões de governo e as transferências intergovernamentais nas questões sobre finanças públicas. Portanto, embora o foco do projeto continue sendo as instituições políticas estaduais, este novo projeto traz uma nova ênfase na atuação dos partidos políticos nos estados, uma vez que - com exceção do presidente - todos os políticos são eleitos no interior de seus estados. Em linhas gerais, esta ênfase estará voltada para as três áreas clássicas de ação dos partidos, quais sejam: sua relação aos eleitores, sua atuação como organização política e seu desempenho como governo. Finalmente, este projeto mantém sua pareceria com a Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP) na busca da consolidação e ampliação de dois grandes produtos do projeto anterior. O primeiro é a rede federativa de pesquisadores, que agrupa pesquisadores de todo o País a trabalhar com os mesmos dados. O segundo produto importante é o banco de dados políticos já disponível para a comunidade acadêmica. (www.fgv.br/cepesp/cepespdata), como uma forma de disseminar e estimular a produção de conhecimento nesta área de pesquisa. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pós-doutorado em Ciência Política com Bolsa da FAPESP  
Pós-Doutorado em Ciência Política com Bolsa da FAPESP