Busca avançada

Conteúdo relacionado

Aplicação de peptídeos antimicrobianos como novos aditivos na nutrição animal

Processo: 16/00446-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de abril de 2017 - 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Eduardo Festozo Vicente
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Engenharia. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Tupã. Tupã, SP, Brasil
Pesq. associados:Eduardo Maffud Cilli ; Priscilla Ayleen Bustos Mac Lean ; Reinaldo Marchetto ; Ricardo Andrade Reis
Auxílios(s) vinculado(s):17/10393-0 - EMU concedido no processo 2016/00446-7: sistema de HPLC., AP.EMU
17/10395-3 - EMU concedido no processo 2016/00446-7: Liofilizador, AP.EMU
Assunto(s):Nutrição animal  Aditivos alimentares para animal  Bioatividade  Peptídeos  Bovinos de corte  Aves poedeiras   

Resumo

Durante as décadas passadas, um grande número de peptídeos antimicrobianos (PAMs) vem sendo identificados a partir de uma variedade de espécies de vertebrados e invertebrados, tais como a magainina, aureína, cecropina, ceratotoxina, entre outros. Em especial, o peptídeo antimicrobiano Ctx(Ile21)Ha, extraído e isolado da rã do cerrado brasileiro (Hypsiboas albopunctatus), vem sendo estudado e demonstrou ser uma molécula muito promissora, devido às atividades biológicas apresentadas contra fungos e bactérias. Devido à sua propriedade de permeabilizar e destruir membranas bacterianas, levando-as à morte, estes peptídeos são um foco de interesse no melhoramento da produção de bovinos de corte e aves de postura, podendo assim ser aplicados na nutrição animal. Desta forma, este projeto tem como objetivo avaliar os efeitos da aplicação do peptídeo antimicrobianoCtx(Ile21)Ha na dieta de ruminantes, com o intuito de diminuir a população de bactérias Gram-positivas, que acarretam diminuição na eficiência de utilização de nutrientes no rúmen por meio do aumento da produção de metano entérico. Deste modo, o projeto prevê, além da síntese do peptídeo Ctx(Ile21)Ha, uma avaliação da sua atividade biológica frente aos microrganismos indesejáveis e, posteriormente, estudos in vitro e in vivo para a verificação da viabilidade da adição desta molécula no líquido ruminal. Além disso, o presente projeto visa, realizar testes in vivo em animais monogástricos, como aves de postura e suínos, e a verificação dos índices zootécnicos para o aumento da produção, bem como analisar o peptídeo como conservante em alimentos como frutas e verduras, visando o aumento do seu tempo de prateleira. Paralelamente, serão feitas sínteses de conjugados com o peptídeo e modificações estruturais pontuais no peptídeo Ctx(Ile21)Ha, objetivando o aumento e direcionamento de sua atividade biológica, na tentativa de se formar compostos com maior potencial de ação antimicrobiana e passíveis de serem testados também como aditivos em outras espécies animais e verificar a ação sobre seus índices de produção. (AU)