Busca avançada

Marmiteiros, agitadores e subversivos:politica e participação popular em Florianópolis, 1945-1964

Processo: 08/53796-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Fernando Teixeira da Silva
Beneficiário:
Instituição-sede : Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/57297-1 - Trabalhadores no Brasil: identidades, direitos e política (séculos XVII a XX), AP.TEM
Assunto(s):Urbanização   Trabalhadores

Resumo

Este projeto propõe uma análise sobre a cidade de Florianópolis entre o período de 1945 e 1964. Muitos estudos já foram feitos sobre este momento da história política brasileira e alguns sobre a capital de Santa Catarina nesta conjuntura. Entretanto, poucos se interessaram em desvendar as teias de relações que conectam trabalhadores e grupos políticos. A partir da perspectiva de que as relações políticas contêm, como parte inerente às suas dinâmicas, a negociação, busca-se analisar as interações urbanas entre os diversos grupos na capital de Santa Catarina, a partir do pós-guerra e do retorno das eleições diretas até o golpe de 1964. Nesta perspectiva, pretende-se observar as disputas político-partidárias, as estratégias eleitorais, as intervenções caritativas par e passo com o contexto de desenvolvimentismo vivido no país e com os projetos "modernizadores" planejados para Florianópolis. Faz-se necessário também entender as dimensões do associativismo de bairro - como associações de moradores, clubes recreativos - na contínua negociação de demandas junto aos políticos. Supõe-se que as relações políticas não se restringiam aos períodos eleitorais, marcando presença no cotidiano da cidade e, muitas vezes, redimensionando o espaço urbano por meio das diversas formas de sociabilidade dos trabalhadores. Desse modo, é importante perceber as dinâmicas das relações políticas e como determinadas práticas, muitas vezes, abriram precedente para quedas necessidades materiais dos trabalhadores se transformassem, na perspectiva daqueles que recebiam os benefícios, em direitos continuamente reivindicados em troca do voto. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CAMILO BUSS ARAUJO. Marmiteiros, agitadores e subversivos : política e participação popular em Florianópolis, 1945-1964. 2013. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.