Pesquisa avançada

Caracterização bioquímica e estudo da atividade farmacológica na junção neuromuscular de uma miotoxina isolada a partir do veneno de Bothriopsis bilineata

Processo: 09/04127-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Sergio Marangoni
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Assunto(s):Neurotoxicidade   Fosfolipases A2

Resumo

As toxinas do veneno procedentes de serpentes pertencentes à família viperidae, formam um grupo de proteínas estruturalmente heterogêneas que compreendem distintas famílias de proteínas que apresentam uma farmacologia semelhante, mas com eventos histo-fisio-patológicos distintos embora relacionados.Existe uma variabilidade na composição do veneno presente em espécies de serpentes semelhantes, induzidas por múltiplos fatores como: a localização geográfica, micro-evolução e a adaptabilidade de estes animais a um ambiente distinto o qual provoca mudanças biológicas e químicas nas espécies. Embora em geral o veneno de uma espécime seguirá tendo as mesmas funções, em alguns casos terá maior concentração de componentes que em relação a outros, e por tanto afetará distintos órgãos. Devido a esse comportamento podemos dizer que há uma relação biológica entre o veneno e sua filogenia molecular. A espécie Bothriopsis bilineata, trata-se de uma serpente rara,endêmica e restrita a floresta Amazônica da América do Sul. São serpentes arborícolas conhecida como jararaca verde, possuem hábitos alimentares noturnos, tendo como principal alimentação pássaros, pequenos mamíferos e alguns roedores de pequeno porte. Motivo pelo qual os estudos do veneno como das frações isoladas torna-se importante devido à não existirem trabalhos relacionados com a atividade neurotóxica.Resultados bioquímicos (purificação, seqüenciamento de amino ácidos, espectometria de massas, SDS-PAGE) já obtidos no projeto de iniciação científica (bolsa FAPESP), proporcionaram a identificação de uma nova miotoxina PLA2 ainda não descrita na literatura, sendo isolada a partir do veneno bruto de Bothriopsis bilineata denominada de BbilTX-I.O objetivo deste projeto é continuar isolando e purificando esta miotoxina fazendo uma caracterização molecular e funcional realizando estudos cinéticos (efeito da concentração de substrato, ph, temperatura e íons divalentes), determinação de regiões moleculares por degradação de Edman (ex: região N-terminal). Sua caracterização biológica será realizada por estudos farmacológicos de neurotoxidade, inibição da atividade PLA2 com crotapotinas de veneno crotálico, citotoxidade e fatores anti-hemorrágicos . (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FLORIANO, RAFAEL STUANI; ROCHA, THALITA; CARREGARI, VICTOR CORASOLLA; MARANGONI, SERGIO; DA CRUZ-HOEFLING, MARIA ALICE; HYSLOP, STEPHEN; RODRIGUES-SIMIONI, LEA; ROWAN, EDWARD G. The neuromuscular activity of Bothriopsis bilineata smaragdina (forest viper) venom and its toxin Bbil-TX (Asp49 phospholipase A(2)) on isolated mouse nerve-muscle preparations. Toxicon, v. 96, p. 24-37, MAR 2015. Citações Web of Science: 4.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VICTOR CORASOLLA CARREGARI. Caracterização bioquímica e estudo da atividade farmacológica na junção neuromuscular de uma fosfolipase A2 isolada do veneno de Bothriopsis bilineata. 2011. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.