Busca avançada

Comportamentos de risco associados ao consumo de álcool por estudantes do ensino médio

Processo: 10/11680-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Ana Regina Noto
Beneficiário:
Instituição-sede : Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Álcool   Drogas ilícitas   Adolescentes

Resumo

O uso de álcool na adolescência no Brasil é, paradoxalmente, combatido e valorizado: pela mídia e pelos pares, o consumo de bebidas alcoólicas é incentivado; pela lei e pelos programas de saúde pública, ele é combatido. A real dimensão da questão do consumo de álcool no país por adolescentes e os riscos associados, no entanto, ainda permanece pouco conhecida, uma vez que existem poucos estudos epidemiológicos sobre o assunto. Quando se trata do consumo de álcool por adolescentes de "classe alta", estudantes da rede particular, os dados são quase inexistentes. Contudo, os poucos estudos feitos revelam o papel de destaque das bebidas alcoólicas no Brasil, sendo a substância psicotrópica mais consumida e a responsável pelos maiores índices de problemas decorrentes. O presente projeto tem por objetivo estimar a prevalência e os comportamentos de risco devidos ao uso de álcool por estudantes do ensino médio das redes pública e privada de ensino no Brasil. Método: Estima-se que farão parte do estudo 34.000 alunos, matriculados em 923 escolas das redes pública e privada do Ensino Médio nas 27 capitais brasileiras em 2010. Será utilizado um questionário anônimo de autopreenchimento, baseado em metodologia proposta pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o qual será aplicado coletivamente em sala de aula, na ausência do professor. A amostra deverá ser representativa, estratificada e por conglomerados. Os dados serão submetidos a análises descritivas e inferenciais. Serão utilizados análises bivariadas, cluster e regressão logística, rodadas em SPSS v 17. (AU)