Pesquisa avançada

Prevenção ao uso indevido de álcool entre estudantes: estudo sobre o contexto escolar e adaptação do programa SHAHRP para a realidade brasileira

Processo: 11/11813-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Pesquisador responsável:Ana Regina Noto
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Comportamento de beber   Alcoolismo   Estudantes   Prevenção do abuso de drogas

Resumo

O projeto visa a adaptação de um programa de prevenção ao uso indevido de álcool baseado em evidências, em escolas, para adolescentes de 13 a 15 anos. O projeto inclui dois estudos subsequentes: Estudo 1) Tem como objetivo específico estudar o contexto escolar, de diferentes escolas privadas da cidade de São Paulo, em relação a características consideradas relevantes para implementação de programas de prevenção; Estudo 2) Tem como objetivo específico avaliar o processo de implementação de um programa de prevenção piloto, adaptado à realidade local, com base no programa de McBride e colaboradores (2004), que foca a promoção de saúde e percepção dos riscos do uso indevido de álcool. O Estudo 1 seguirá metodologia qualitativa, utilizando a técnica de grupos focais e entrevistas individuais. Serão realizadas entrevistas individuais com coordenadores pedagógicos e grupos focais separados com professores, alunos e pais. A análise do discurso será a técnica qualitativa para análise dos dados. O Estudo 2 seguirá um delineamento quase-experimental, com grupo intervenção e controle. Participarão do estudo oito escolas, sendo quatro na condição controle e quatro na experimental, envolvendo cerca de 500 alunos. Os dados serão coletados por métodos quantitativos e qualitativos. A coleta qualitativa avaliará o processo de implementação, através do relato de diretores, professores e alunos (sobre a qualidade da implementação, adequação da intervenção e do material ao contexto). A avaliação quantitativa tem por objetivo avaliar mudança dos alunos antes e depois da intervenção, em relação ao grupo controle (ex: nível de conhecimento, uso de álcool, crenças, consequências do uso de álcool, percepção de risco sobre padrões de uso, intenção de usar álcool, contexto de uso e atividades de lazer). Os dados qualitativos passarão por análise de conteúdo e os dados quantitativos por estatísticas descritivas e inferenciais bivariadas e multivariadas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Programa reduz em 20% consumo de álcool entre adolescentes