Busca avançada
Ano de início
Entree

Práticas para a obtenção das características de carcaça e carne em bovinos Nelore

Processo: 15/12148-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Lucia Galvão de Albuquerque
Beneficiário:Willian Bruno Fernandes de Andrade
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/16118-5 - Ferramentas genômicas no melhoramento genético de características de importância econômica direta em bovinos da raça Nelore, AP.TEM

Resumo

Recentemente, várias indústrias e centros de pesquisa de gado de corte no mundo, têm sinalizado a necessidade da melhoria de características da carcaça, como cobertura de gordura e quantidade de carne comestível; e da carne, como maciez, palatabilidade, composição lipídica, relacionados à saúde humana; bem como de características associadas à eficiência alimentar, em função da crescente preocupação pelo esgotamento dos recursos naturais e diminuição do impacto ambiental da atividade pecuária. Paralelamente, a competição da carne bovina com outros tipos de carnes, como suínos e aves, têm forçado os produtores e a indústria da carne bovina a buscar novos métodos e formas de incrementar a eficiência e agregar valores aos produtos cárneos. Estamos, neste projeto temático, montando um banco de dados de características que são de difícil mensuração, como é o caso das características de qualidade da carne, carcaça e eficiência alimentar, que irá possibilitar a estimação de parâmetros genéticos para estas características bem como a sua associação com outras de importância econômica. Além disto, os animais avaliados para estas características e outras normalmente medidas em programas de melhoramento, serão genotipados com chips de alta densidade. O técnico, depois de treinado, terá a oportunidade de auxiliar na colheita das amostras durante o abate de animais e no processamento das mesmas, bem como nas análises laboratoriais para obtenção de características de carcaça e físico-químicas da carne. Isto vai envolver viagens para as fazendas participantes e frigoríficos no momento do abate. Além disto, quando não estiverem ocorrendo abates, o técnico deverá auxiliar na extração de DNA destes animais para posterior genotipagem bem como nas análises de laboratório da carne. É importante para o projeto contar com a participação de um bolsista que seja formado em zootecnia, ou áreas afins, que não esteja envolvido em atividades formais de ensino, já que as atividades do projeto ocorrem o ano todo. Desta forma, o técnico terá oportunidade de entrar em contato com grupos que desenvolvem programas de melhoramento genético, acompanhando parte do manejo dos animais; aprender técnicas de laboratório para avaliação das características de carcaça e carne, bem como de extração de DNA. (AU)