Busca avançada
Ano de início
Entree

Paleoclimatologia e estudo da dinâmica atual em sistemas cársticos do Brasil Central: implicações para interpretações paleoclimáticas com base em registros de espeleotemas

Processo: 15/14327-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 15 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Francisco William da Cruz Junior
Beneficiário:Nicolás Misailidis Stríkis
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/50297-0 - Dimensions US-BIOTA São Paulo: integrando disciplinas para a predição da biodiversidade da Floresta Atlântica no Brasil, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Isótopos de oxigênio   Zona de convergência do Atlântico Sul

Resumo

A Zona de Convergência do Atlântico Sul é onde se concentra a maior parte das precipitações associadas às monções Sul-americanas. Variações na intensidade e no posicionamento médio dessa importante feição climática afetam enormemente o padrão de distribuição de chuvas no Brasil durante o verão. Estudos paleoclimáticos com base em registros isotópicos em espeleotemas apontam para um forte controle da insolação e das variações da circulação oceânica sob o transporte de umidade pela Zona de Convergência do Atlântico Sul, com grandes impactos sobre a distribuição de chuvas na região do Brasil central. No entanto, pouco se sabe sobre as mudanças paleoclimáticas em um dos mais importantes centros de endemismos conhecidos, a Zona da Mata, região ocupada por Mata Atlântica localizada no Sudeste da Bahia. Pretende-se nessa proposta fornecer padrões de mudanças paleoclimáticas em regiões localizadas nos domínios da Mata Atlântica, com intuito de estabelecer possíveis cenários para dispersão de espécies entre este bioma e a Floresta Amazônica através de áreas hoje cobertas pelo Cerrado ou Caatinga. Os resultados desse novo estudo serão fundamentais para apoiar projetos de pesquisas atualmente em andamento na área de biogeografia e biodiversidade (Fapesp: 2013/50297-0; 2012/03942-4; 2011/1203-4). Com vistas a aumentar a confiabilidade das interpretações paleoclimáticas e paleoambientais dos registros isotópicos de espeleotemas, pretende-se realizar o monitoramento sistemático de parâmetros ambientais, hidrológicos e isotópicos envolvendo a água meteórica em áreas de cavernas no Sudeste da Bahia. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.