Pesquisa avançada

Ensaios de importação nuclear com potenciais peptídeos NLS de fungos

Processo: 15/17228-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 26 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Marcos Roberto de Mattos Fontes
Beneficiário:
Supervisor no Exterior: Nelly Ofelia Pante
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Local de pesquisa: University of British Columbia (UBC), Canadá  
Vinculado à bolsa:14/10289-0 - Estudos estruturais com a importina-± do fungo Neurospora crassa e peptídeos de sequências de localização nuclear (NLS) de proteínas relacionadas ao metabolismo de fungos, BP.DR

Resumo

Importina-alfa (Impa) é uma proteína que medeia a importação nuclear através do reconhecimento de sequências de localização nuclear (NLSs) na macromolécula que irá ser transportada. A superfície côncava da Impa contém resíduos conservados que formam os dois sítios conhecidos como sítios de ligação a NLS, os sítios principal e secundário. Para entender melhor o reconhecimento de NLSs e obter informações sobre o processo de importação nuclear em fungos, a primeira estrutura cristalográfica da Impa de um fungo filamentoso (Neurospora crassa; NcImpa), complexado com uma NLS clássica, foi elucidada pelo nosso grupo. Agora, o foco desse projeto é o estudo das interações entre a NcImpa com potenciais NLSs de fungos, utilizando técnicas cristalográficas, termodinâmicas e experimentos funcionais. O fungo N. crassa é amplamente usado como um organismo modelo para compreender a regulação de processos celulares básicos, tais como o metabolismo do glicogênio. Foram identificados muitas proteínas e fatores de transcrição que, provavelmente, desempenham um papel nestes processos. Alguns destes fatores de transcrição e proteínas possuem sequências de localização nuclear, sugerindo que eles podem ser transportadas para o núcleo através da via clássica de importação nuclear, que é mediada por Importinas. A análise destes potenciais NLSs por calorimetria de titulação isotérmica mostrou uma afinidade elevada com a NcImpa. O objetivo deste projeto é verificar a funcionalidade destes NLSs de fungos filamentosos a serem transportados para o núcleo pela Impa e para identificar alterações no seu transporte, adicionando NLS mutados ou um inibidor de NLSs. Para isso, estes NLSs promissores serão submetidos a estudos in vivo com células HeLa permeabilizadas com digitonina para observar a importação nuclear destes peptídeos, sob condições biológicas. (AU)