Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise compreensiva e integrativa do metiloma de tumores endócrinos que apresentam o fenótipo de hipermetilação de ilhas CpG (CIMP)

Processo: 17/10357-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Houtan Noushmehr
Beneficiário:Maritza Queiroz Salas Mosella
Supervisor no Exterior: Ana Valeria Castro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Local de pesquisa : Henry Ford Health System, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/11039-3 - Traçando assinaturas epigenômicas de tumores com fenótipo de ilhas CpG metiladas (CIMP), BP.DR
Assunto(s):Epigenômica   Biologia computacional

Resumo

Células cancerosas são marcadas por desregulação da expressão gênica e instabilidade genômica atribuída a mutações e modificações epigenéticas que determinam uma cromatina ativa ou inativa. Entre as modificações epigenéticas, alterações no padrão de metilação do DNA são marcadoras de câncer. Células normais apresentam metilação global e hipometilação em ilhas CpG (CGI). Em contraste, células cancerosas apresentam hipometilação global e hipermetilação em CGIs, sendo o último fenômeno denominado "Fenótipo de Ilhas CpG Metiladas" (CIMP). CIMP foi descrito em uma variedade de tipos de câncer, incluindo os endócrinos. Estudos demonstraram que o fenótipo contribui para a tumorigênese e mostrou-se um bom preditivo de prognóstico. Cânceres CIMP compartilham vias e loci-alvos, entretanto, essas semelhanças ainda não foram exploradas entre os tumores CIMP endócrinos. Alterações genômicas e epigenéticas tem sido extensamente descritas entre os tumores endócrinos, mas até o momento, uma análise grandiosa entre tumores CIMP endócrinos e elementos reguladores (além de CGIs) permanece por ser explorada. Sendo assim, o objetivo deste estudo é encontrar assinaturas epigenômicas comuns em tumores CIMP endócrinos e integrar tais achados com outros dados moleculares e clínicos nestes tumores.Palavras-chave: tumores endócrinos, hipermetilação, CIMP. (AU)