Busca avançada
Ano de início
Entree

Estrutura de equilíbrio automático para rover agrícola de monitoramento minimamente invasivo

Processo: 17/10401-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica
Pesquisador responsável:Marcelo Becker
Beneficiário:Mateus Valverde Gasparino
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07276-1 - CEPOF - Centro de Pesquisa em Óptica e Fotônica, AP.CEPID
Bolsa(s) vinculada(s):18/04287-6 - Sistema de mastro estabilizado para robô móvel autônomo terrestre no campo de milho, BE.EP.MS
Assunto(s):Mecatrônica   Robótica

Resumo

Devido ao grande avanço tecnológico, o campo deixou de ser tratado como um espaço limitado apenas a técnicas rústicas e manuais de cultivo para se tornar cenário de diversas aplicações das tecnologias do último século. Dessa maneira, a robótica vem apresentando promissores resultados quando aplicados no campo, exigindo porém maiores avanços na garantia da robustez e segurança em um meio de trabalho tão suscetível a mudanças e a imprevisibilidade, seja pela ação de intempéries ou mesmo pelo terreno pouco controlado. Além disso, fatores ambientais, econômicos, populacionais e tecnológicos formam circunstâncias favoráveis para o crescente investimento em pesquisa e desenvolvimento aplicados na área agrícola. Sendo assim, o Laboratório de Robótica Móvel (LabRoM) da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC-USP) vem desenvolvendo, desde 2010, trabalhos de robótica móvel, tanto terrestres quanto aéreos, com o objetivo de atuar na área agrícola. Neste contexto, este projeto tem por objetivo o desenvolvimento de uma estrutura dinamicamente balanceada para aplicação no ambiente agrícola, capaz de se auto equilibrar sobre uma plataforma robótica. Tal projeto permite o acesso da ferramenta de análise a uma altura suficiente para inspecionar as folhas de uma plantação de milho, que pode chegar a mais de 2 metros de altura, além de permitir uma altura de operação para equipamentos como o GPS que têm seu funcionamento realçado em função a sua maior exposição a ondas de rádio.Este novo conceito de Rover auto equilibrado possibilita o atingimento de uma maior altura de operação sem que seja necessário aumentar a área da base da plataforma robótica, diminuindo a intervenção na lavoura e as vibrações ao equipamento de aquisição de dados, ao mesmo tempo que supera diferentes declives do terreno sem que ocorra o tombamento do sistema. (AU)