Busca avançada

Rotas de gramaticalização no português: estruturas "tirar-que" no português culto de São Paulo

Processo: 07/01331-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2007
Vigência (Término): 30 de junho de 2008
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Histórica
Pesquisador responsável:Maria Célia Pereira Lima Hernandes
Beneficiário:
Instituição-sede : Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil

Resumo

Este projeto tem por objetivo a análise do processo de gramaticalização envolvendo a estrutura verbal tirar-que, que emerge a partir de padrões funcionais mais concretos do verbo tirar no português do Brasil. Para tanto, a pesquisa será concebida à luz de estudos funcionalistas realizados nos últimos dez anos sobre gramaticalização e da consideração de universais da mudança lingüística como a generalização, unidirecionalidade e freqüência. Inicialmente, prevê-se o estudo dos padrões funcionais do verbo tirar a partir de dados colhidos em amostras do português culto (amostras NURC-SP; língua falada culta gravada no século XX e amostras do Projeto para a História do Português Paulista - PHPP colhidas no século XXI, coordenado pelo Prof. Dr. Ataliba Teixeira de Castilho, conforme Processo Fapesp 06-55944-0). Com isso, proceder-se-á ao estudo e delineação dos prejuízos categoriais envolvidos nos deslizamentos funcionais, contribuição sintonizada com as discussões correntes no Grupo de Pesquisa Mudança Gramatical no Português. (AU)