site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
1.642 resultado(s)
|

Diversidade morfológica, molecular e posicionamento tribal do gênero Eois Hubner 1818 (Lepidoptera: Geometridae, Larentiinae)

Processo:16/20196-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência: 03 de maio de 2017 - 02 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:André Victor Lucci Freitas
Beneficiário:
Supervisor no Exterior: Niklas Wahlberg
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Local de pesquisa: Lund University (Suécia)
Assunto(s):Sistemática
Resumo
O gênero Eois Hübner (Geometridae: Larentiinae) compreende 250 espécies válidas, das quais 217 são descritas para a região Neotropical e 31 com localidade tipo no Brasil. O fato de ser um gênero especioso e que nunca foi revisado, bem como contar com potenciais espécies novas, faz com que Eois esteja inserido em um cenário taxonômico problemático. Além disso, as espécies Eois se destacam por estarem envolvidas em interações inseto-planta, sequestro de compostos secundários e possível co-evolução com plantas da família Piperaceae. O estabelecimento de Eois como um potencial grupo modelo em estudos de co-evolução e outras interações com piperáceas, especialmente com o gênero Piper, é limitado principalmente pelas incertezas taxonômicas envolvendo as mariposas. A verdadeira diversidade de Eois é subestimada tanto pelo fato da fauna brasileira ser pouco conhecida, como pelo fato da amostragem inadequada e por causa de possíveis espécies crípticas possivelmente "escondidas" em taxóns nominais. Este projeto de pesquisa propõe a testar a monofilia de Eois e investigar a diversidade do gênero no Brasil, através da utilização da taxonomia integrativa, utilizando ferramentas morfológicas e moleculares, e o estudo de material tipo depositado em coleções europeias. Também esperamos que as análises moleculares a partir do material obtido em viagens de campo realizadas no Brasil e de coleções entomológicas, esclareça a sistemática de Larentiinae de uma forma geral, e mais especificamente estando a monofilia das tribos Asthenini e Eupitheciini e do gênero Eois. (AU)

Caracterização genética e especiação do complexo de Ischnocnema guentheri-I. henselii (Anura: Brachycephalidae) em uma escala filogenômica

Processo:16/22450-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência: 01 de abril de 2017 - 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Célio Fernando Baptista Haddad
Beneficiário:
Supervisor no Exterior: Michael Hickerson
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Local de pesquisa: City University of New York (CUNY) (Estados Unidos)
Assunto(s):Genética de populaçõesFilogeografiaSistemática
Resumo
Em nosso projeto no Brasil (FAPESP #2014/05772-4) nós investigamos os limites específicos e as relações filogenéticas entre os membros da série de Ischnocnema guentheri (Anura: Brachycephalidae), utilizando protocolos de taxonomia integrativa. No presente projeto nós propomos aprofundar nossos estudos em I. guentheri e I. henselii, que parecem se tratar de um complexo de pelo menos seis espécies morfologicamente crípticas com estruturação genética profunda. Para entendermos um problema taxonômico tão complexo, serão utilizados um protocolo de sequenciamento de nova geração denominado Filogenômica Ancorada e métodos inovadores de filogeografia, baseados em modelos, para ajudar a elucidar o cenário biogeográfico que levou à diversificação das linhagens. Esperamos desvendar a história das populações estudadas através da investigação de processos como fluxo gênico, introgressão e tempo de divergência, processos estes que se mostraram relevantes para a diversificação de outros taxa na Mata Atlântica brasileira. Também esperamos que essa aproximação nos leve a uma melhor delimitação das espécies do complexo I. guentheri-I. henselii, devido à melhoria nos caracteres quantitativos relacionados à estruturação genética das populações estudadas resultante do alto número de marcadores moleculares que serão utilizados no projeto. Este estágio será realizado no laboratório do Prof. Dr. Michael Hickerson, no City College of New York, Nova York, EUA, e seus resultados farão parte do terceiro capítulo da tese de doutorado do candidato. (AU)

Cruzando os rios amazônicos: um estudo comparativo entre plantas com distintas histórias de vida

Processo:17/02302-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência: 08 de março de 2017 - 07 de maio de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Lúcia Garcez Lohmann
Beneficiário:
Supervisor no Exterior: Christopher William Dick
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Michigan (Estados Unidos)
Assunto(s):Sequenciamento de nova geraçãoAmazônia
Resumo
A Amazônia representa um dos Biomas mais diversos no Planeta. Apesar disso, pouco ainda se sabe sobre os processos ecológicos e evolutivos que levaram às altas taxas de diversificação, manutenção e distribuição das espécies nesta região. Neste estudo, iremos amostrar quatro espécies de plantas com diferentes modos de dispersão (i.e., Amphirrhox longifolia, Buchenavia oxypetala, Passiflora spinosa e Psychotria sp.), com o objetivo de testar a Hipótese de Rios de Wallace.Embora existam muitos estudos sobre o impacto dos rios como barreiras genéticas para espécies animais, há poucos estudos que examinam cuidadosamente o impacto dos rios da Bacia Amazônica na divergência genética de espécies vegetais. Para testar a Hipótese de Wallace, 14 populações de cada espécie coletadas nas margens dos Rios Negro ou Branco serão analisadas. Utilizando o sequenciamento de nova geração, será empregada a técnica de sequenciamento massivo de sequências associadas a sítios de restrição (ddRAD-seq, double digest Restriction site Associated DNA sequencing) para identificar marcadores SNPs (Single Nucleotide Polimorphism) no genoma de 467 indivíduos amostrados. Essa metodologia é recente dentro da genética de populações, permitindo analisar um grande número de marcadores genéticos (genômica de populações). Os resultados obtidos neste estudo irão permitir determinar o padrão de diferenciação genética dentro e entre as margens dos rios, bem como verificar se estes padrões são decorrentes do isolamento geográfico. Este projeto é uma colaboração entre o Laboratório de Sistemática Vegetal (Departamento de Botânica) da Universidade de São Paulo (USP) e o Laboratório do Dr. Christopher Dick (Departamento de Ecologia e Biologia Evolutiva) da Universidade de Michigan (UM). Enquanto o Laboratório da Dra. Lohmann (USP) irá cobrir todos os gastos do projeto, o laboratório do Dr. Dick (UM) irá permitir a utilização de equipamentos para a geração e análise dos dados. A análise dos dados será realizada em ambas instituições, e o artigo será escrito conjuntamente entre os membros do projeto. (AU)

Explorando compostos antimicrobianos, anti-cancerígenos e antiparasitários a partir de bactérias simbiontes de formigas do gênero Acromyrmex, coletadas no Estado de São Paulo, Brasil

Processo:16/20154-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência: 01 de março de 2017 - 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Mônica Tallarico Pupo
Beneficiário:
Supervisor no Exterior: Timothy S. Bugni
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Wisconsin-Madison (UW) (Estados Unidos)
Assunto(s):Produtos naturais
Resumo
As formigas agricultoras (tribo Attini) compreendem mais de 230 espécies. Elas dependem do cultivo de fungos para a sua alimentação. Elas podem ser divididas atualmente em cinco diferentes sistemas agricultoras: agricultura inferior; agricultura de fungo coral; agricultura de levedura; agricultura maior generalizada; e formigas cortadeiras que evoluiu mais recentemente para se tornarem os herbívoros dominantes dos trópicos do Novo Mundo. As formigas cotadeiras envolve diferentes espécies de dois grandes gêneros; Atta e Acromyrmex, com a capacidade de cortar e processar vegetação fresca como um substrato nutritivo para a sua cultura fúngica. Vários compostos têm sido publicados de simbiontes de formigas agricultoras, com um amplo espectro de actividades biológicas. O melhor exemplo, na descoberta de produtos naturais bioativos a partir deste sistema simbiótico, é a descrição de um novo depsipéptido cíclico, dentigerumicina, produzida pela bacteria simbionte, Pseudonocardia, isolada do exoesqueleto da formiga Apterostigma dentigerum. Este composto tem uma inibição selectiva contra o fungo patogénico Escovopsis sp., E também tem uma actividade inibidora potente contra várias cepas de Cândida albicans. Neste projecto de doutorado em curso, descobrimos que as colônias das formigas cortadeiras Acromyrmex subterraneus brunneus e Acromyrmex rugosus rugosus têm bactérias simbiontes que produzem metabolitos secundários capazes de inibir o crescimento do fungo patogênico Escovopsis sp, e as parasitas Trypanosoma cruzi e Leishmania donovani. Vários compostos antibióticos e citotóxicos conhecidos, em conjunto com novos análogos têm sido identificados. Os principais objectivos do doutorado sanduíche no laboratório de Timothy S. Bugni da Escola de Farmácia da Universidade de Wisconsin será: estudos químicos de bactérias simbiontes envolvidas em ecossistemas de formigas agricultoras para a descoberta de novos compostos antimicrobianos, citotóxicos e antiparasitários, usando diferentes técnicas de cultura, modernos estudos em espectrometria de massa e de RMN e fracionamento bio-guiado. Este estágio está em concordância com o projeto de doutorado direto da FAPESP. (AU)

Implementação de uma técnica de Hessiana combinada para obtenção de espectros VCD

Processo:16/23165-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência: 01 de março de 2017 - 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Sergio Emanuel Galembeck
Beneficiário:
Supervisor no Exterior: Lucas Visscher
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Local de pesquisa: University Amsterdam (VU) (Holanda)
Assunto(s):Química teórica
Resumo
Espectroscopia vibracional é uma das mais importantes formas de se caracterizar a estrutura de moléculas. Um exemplo é o Dicroísmo Circular Vibracional (VCD), o dicroísmo circular no infravermelho devido a vibrações atômicas em moléculas quirais. Uma forma de reproduzir o espectro vibracional e prover frequências e modos vibracionais é através da Análise de Modos Normais (NMA), a qual requer a diagonalização da matriz Hessiana. Esta matriz é composta pela segunda derivada da superfície de energia potencial com relação à deslocamentos atômicos. Entretanto, tal metodologia pode ser problemática quando moléculas contendo um grande número de átomos, tal como proteínas, são analisadas. Isto se deve ao grande custo computacional envolvido na construção da Hessiana em tais sistemas. No presente projeto pretendemos abordar este tópico através do desenvolvimento de um código computacional que provém a possibilidade de partição do sistema em fragmentos menores através de uma interface gráfica. Os fragmentos podem então ser tratados separadamente, por exemplo, com a Hessiana respectiva a parte quiral ativa sendo obtida em um nível mais alto de teoria que a Hessiana construída a partir do deslocamento de átomos nos demais fragmentos. Esta técnica de sub-sistemas será então avaliada para um grupo de moléculas de interesse farmacêutico juntamente a outras formas de análise parcial da Hessiana (PHVA, MBH, etc.). A implementação do código desenvolvido como uma sub-rotina de um programa mais geral, tal como o pacote de programas ADF (Amsterdam Density Functional), proverá uma alternativa para a obtenção de espectro VCD para sistemas muito maiores do que aqueles que podem ser estudados atualmente. (AU)

Estudos de biodisponibilidade de xenobióticos naturais e sintéticos em modelos in vitro

Processo:16/06366-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência: 01 de março de 2017 - 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Norberto Peporine Lopes
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50265-3 - Metabolismo e distribuição de xenobióticos naturais e sintéticos: da compreensão dos processos reacionais a geração de imagens teciduais, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Espectrometria de massasProdutos naturaisFarmacocinética
Resumo
O estudo da biodisponibilidade de uma substância candidata a fármaco é de extrema relevância, no qual o conhecimento do metabolismo e da absorção são fatores importantes na avaliação da segurança e eficácia do composto alvo, bem como na compreensão das propriedades farmacocinéticas do mesmo.Os xenobióticos podem sofrer metabolização como uma das principais vias de eliminação do organismo humano, o que afeta diretamente a sua biodisponibilidade. A principal função do metabolismo de fase I é promover o aumento da polaridade do xenobiótico pela adição de grupos funcionais, oxidação e/ou hidrólise, facilitando sua eliminação, principalmente pela via renal.Neste contexto, alguns modelos in vitro vêm sendo utilizados com o intuito de reproduzir as reações de biotransformação que ocorrem em humanos, como microssomas hepáticos, superssomas, frações citosólicas e frações S9 de fígado. Além disso, o uso de sistemas biomiméticos empregando catalisadores organometálicos, como as metaloporfirinas, vem sendo amplamente utilizados, uma vez que se trata de metodologias éticas e eficazes para os estudos preliminares do metabolismo de um composto de interesse. Em geral, os modelos in vitro possibilitam o isolamento dos metabólitos a um custo aceitável, facilitando a identificação e caracterização estrutural dos possíveis metabólitos formados.Além do metabolismo, a absorção é um importante passo que pode limitar a ação farmacológica de um composto. Como a via oral é aceita como a mais conveniente para a administração de fármacos, é necessário que este seja absorvido pelo trato gastrointestinal para que exerça seu efeito. Para uma rápida avaliação da permeabilidade, muitos métodos in vitro foram desenvolvidos com diferentes níveis de complexidade e sofisticação, como sistemas lipídicos artificiais (PAMPA), tecidos de animais (segmentos intestinais de porco e intestino de ratos invertido) e culturas celulares (Caco-2, TC-7, MDCK, 2/4/A1). A linhagem celular de adenocarcinoma de cólon humano Caco-2 é o modelo in vitro mais bem estabelecido para a previsão da absorção de xenobióticos, amplamente empregado em pesquisas acadêmicas e pelas indústrias farmacêuticas.A escolha de um sistema in vitro mais adequado para realizar, tanto os estudos de metabolismo, como de absorção, depende de vários fatores, como semelhança in vivo, custo, disponibilidade do modelo, considerações éticas e finalidade da aplicação dos resultados. A obtenção de dados que sejam válidos e que possam ser extrapolados de forma realística é fundamental para o avanço nas pesquisas do projeto temático (Processo FAPESP n° 2014/50265-3). (AU)

Utilização de testes fenotípicos e moleculares para identificação de bactérias com capacidade de biodegradar hidrocarbonetos

Processo:16/23639-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Cristina Viana Niero
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50870-6 - Estudos da diversidade microbiana no Parque Zoológico do Estado de São Paulo, AP.BTA.TEM
Assunto(s):BactériasDioxigenasesHidrocarbonetosBiotransformaçãoBiodegradaçãoCompostagemBiorremediação
Resumo
O petróleo é um produto composto, que além de muito importante economicamente, se destaca também pelo seu potencial poluidor, através contaminação de solo e água, sendo um desafio para o saneamento ambiental. Uma alternativa para a remoção desses compostos é a biorremediação, que consiste em biotransformá-los em compostos menos tóxicos e em alguns casos sem toxicidade. Assim, a caracterização de microrganismos capazes de degradar estes compostos tóxicos mostra-se importante para o tratamento dos resíduos industriais gerados. Em projeto anterior realizado em nosso laboratório, foi possível isolar e identificar 10 microrganismos provenientes de compostagem que apresentaram capacidade de crescer em presença de n-hexadecano, um hidrocarboneto linear. Os isolados foram identificados como Aquamicrobium sp (MTZ026 e 027), Bacillus shackletonii (MTZ094), Gordonia sp. (MTZ041, 052, 053, 055 e 056) e Gordonia sihwensis (MTZ095 e 096). É importante destacar que nenhum destes microrganismos possui descrição de patogenicidade, característica desejável para utilização de um organismo como biorremediador. Assim, este projeto visa padronizar e comparar dois testes fenotípicos para avaliar a capacidade de estes isolados degradarem hidrocarbonetos. O primeiro método fenotípico, denominado como Dupla Camada consiste em verter o meio semi-sólido contendo o hidrocarboneto em estudo sobre uma camada de meio sólido para em seguida semear os microrganismos. A degradação do composto pelo microrganismo será observada pela presença de um halo transparente ao redor da colônia bacteriana. O segundo método a ser aplicado, o ensaio de 2,6-diclorofenol indofenol (2,6-DCPIP), consistirá no uso de um indicador de oxi-redução que detecta a oxidação do NADH em NAD+, reação esta que se encontra relacionada à degradação de hidrocarbonetos em bactérias. Além disso, será verificada a presença dos genes que codificam para alcano-1-monooxigenases, citocromo P450 (subfamília CYP153) e dioxigenases, descritos como os principais responsáveis pela degradação inicial de hidrocarbonetos, por PCR utilizando oligonucleotídeos degenerados já descritos pela literatura. A cepa de referência M. vanbaalenii PYR1 DSM7251 será utilizada como controle positivo dos testes. A padronização dos testes fenotípicos será útil para triagem de bancos de isolados, buscando identificar microrganismos candidatos à aplicação biotecnológica. Cabe ressaltar que nosso grupo de pesquisas participa como colaborador no Projeto Temático FAPESP no. 2011/508706 intitulado "Estudo da diversidade microbiana do Parque Zoológico do Estado de São Paulo" o qual tem o objetivo geral de coletar, analisar e prospectar dados moleculares de três microbiomas: compostagem, lago e fezes de macacos bugios. Desde então, investiga microrganismos com capacidade de degradar hidrocarbonetos provenientes do processo de compostagem com o objetivo de selecionar pelo menos dois microrganismos com características de interesse para sequenciamento de seus genomas (nível draft) e após análise dos resultados por meio de técnicas de bioinformática, verificar a existência de possíveis produtos com aplicações biotecnológicas. A motivação em analisar a capacidade de degradação de hidrocarbonetos a partir de microrganismos provenientes de compostagem se deu pela particularidade da Unidade de Produção de Composto Orgânico (UPCO) da Fundação Parque Zoológico de São Paulo (FPZSP), que processa matéria orgânica de várias origens como: excremento de aproximadamente 3.500 animais, carcaças, sedimentos de água do lago, restos de cama de animais, resíduos alimentares, resíduos de poda dos jardins do parque e restos vegetais. Diante destes dados e sabendo que o processo de compostagem ocorre predominantemente pela ação dos microrganismos residentes, espera-se que este nicho ecológico tenha microrganismos com capacidade de degradar os mais diversos compostos, incluindo os hidrocarbonetos. (AU)

Assistência de campo para amostrar as serpentes alvo para estudos com veneno - com especial ênfase na Floresta Atlântica

Processo:16/25020-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Hussam El Dine Zaher
Beneficiário:
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/50127-5 - Dimensions US-BIOTA São Paulo: scales of biodiversity: integrated studies of snake venom evolution and function across multiple levels of diversity, AP.BTA.TEM
Resumo
O trabalho de campo representará um importante segmente em nosso projeto (2016/50127-5), tendo como objetivo amostrar a diversidade ecológica, filogenética e de venenos entre as linhagens de serpentes brasileiras. O bolsista será treinado nos métodos específicos de obtenção, coleta e manutenção de serpentes, auxiliando a equipe nas expedições. (AU)

Divulgando as ações do projeto ECOFOR do Programa BIOTA/FAPESP

Processo:17/00377-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Carlos Alfredo Joly
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/51872-5 - ECOFOR: Biodiversidade e funcionamento de ecossistemas em áreas alteradas pelo homem nas Florestas Amazônica e Atlântica, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Redes sociais
Resumo
O projeto tem como objetivo a divulgação das ações do Projeto ECOFOR no em sua região de atuação no Estado de São Paulo. A divulgação ocorrerá nos jornais das cidades onde as pesquisas de campo ocorrem, por um site a ser criado e alimentado pelo bolsista, pelo Facebook, que também será alimentado com textos do jornalista, e através de folders elaborados em parceria com os pesquisadores e distribuídos nas propriedades visitadas pelos mesmos. Com isso, espera-se que o conhecimento sobre o ECOFOR nas comunidades envolvidas aumente, despertando o interesse pela área de estudo e a consciência sobre os temas abordados (AU)

Análise do conteúdo nitrogenado em áreas sob ação atrófica na Floresta Amazônica e atlântica utilizando de ferramentas metabolômicas

Processo:16/13292-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Norberto Peporine Lopes
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50265-3 - Metabolismo e distribuição de xenobióticos naturais e sintéticos: da compreensão dos processos reacionais a geração de imagens teciduais, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Espectrometria de massasMetabolômicaRessonância magnética nuclear
Resumo
A degradação da diversidade biológica decorrente de ações antrópicas em florestas tropicais brasileiras (Selva Amazônica e Mata Atlântica) é um problema histórico e afeta importantes serviços ecológicos para bem-estar humano. O entendimento limitado de áreas humano-modificadas em florestas tropicais, quanto ao seu funcionamento e a habilidade para prover serviços ecológicos críticos a longo prazo ressaltam a necessidade por novas pesquisas como parte essencial de qualquer estratégia de manutenção da diversidade biológica, atenuação climática e provisão de serviços que suportam a vida. Neste contexto, o presente projeto visa o desenvolvimento de uma estratégia integrada de trabalho, na busca de uma melhor compreensão sobre o funcionamento de ecossistemas humano-modificados, especialmente de florestas tropicais (Amazônia e Floresta Atlântica).I. Mérito da Intelectual: tradicionalmente, características morfo-fisio-fenotípicas são utilizadas como forma avaliação de estratégias de sobrevivência (em plantas) em ecossistemas intactos e perturbados. Contudo, o uso exclusivo desses atributos negligencia o entendimento, a nível molecular, de vários eventos biológicos que modulam os organismos (da genômica a metabolômica) e, consequentemente os ecossistemas. Neste sentido, esta proposta tem como objetivo o uso da abordagem metabolômica para a determinação de quimiomarcadores associados as diferentes estratégias de sobrevivência em ambientes intactos e humano-modificados. O alvo do estudo se concentra na determinação qualitativa e quantitativa do conteúdo nitrogenado (não-proteico) na busca por correlações entre os compostos do metabolismo primário (assimilação de nitrogênio e aminoácidos) e secundários (alcaloides, aminas, amidas, compostos cianogênicos entre outros) e como estes pode modulam as estratégias econômicas de sobrevivência.II. Impacto: Considerando o paradigma de uso sustentável dos recursos naturais, uma premissa fundamental dos programas de conservação biológica, a abordagem visa auxiliar na compreensão do funcionamento de ecossistemas íntegros e degradados por meio do desenvolvimento e aplicação de métodos simples e robustos para a identificação e quantificação relativa dos compostos nitrogenados gerados por diferentes perfis metabolômicos.III. Integração: A abordagem integrativa da presente proposta envolve pesquisadores das principais universidades e institutos de pesquisa estaduais paulistas, em conjunto com parceiros internacionais em cooperações já estabelecidas, sob diferentes áreas do conhecimento com um objetivo em comum: desenvolver e aplicar metodologias em metabolômica visando a compreensão dos fenômenos ambientais associados à degradação de áreas humano-modificadas. Esta proposta é essencialmente multidisciplinar e idealiza promover novos conhecimento para conservação e valoração da biodiversidade. (AU)
1.642 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP