Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da citotoxicidade, genotoxicidade, monitoramento do ciclo celular, indução de apoptose e expressão gênica, dos extratos de folhas e caules de Rubus rosaefolius em células humanas em cultura

Processo: 17/24149-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2018 - 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Edson Luis Maistro
Beneficiário:Edson Luis Maistro
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Pesq. associados: Mário Sérgio Mantovani
Assunto(s):Rubus rosaefolius  Expressão gênica diferencial  Citometria de fluxo  Ensaio cometa 

Resumo

A planta Rubus rosaefolius vem tendo, recentemente, algumas de suas propriedades terapêuticas confirmadas por análises científicas, dentre elas os efeitos analgésico, antimicrobiano, anti-hipertensivo, antioxidante, antiproliferativo em células tumorais, diurético, gastroprotetor e antidepressivo. Tal confirmação torna essa planta de grande interesse para a indústria farmacêutica. No entanto, antes da exploração comercial de R. rosaefolius como fitoterápico, é necessário a realização de testes avaliando a biossegurança do uso dessa planta por seres humanos, averiguando se a mesma é isenta de toxicidade celular e genética. Tendo em vista o exposto, este projeto de pesquisa tem como objetivos identificar os potenciais efeitos citotóxicos e genotóxicos dos extratos de folhas e caules de R. rosaefoilius em células HepG2/C3A e leucócitos humanos; e os efeitos desses extratos sobre a progressão do ciclo celular, sobre a indução de apoptose em células HepG2/C3A (hepatoma humano), além de investigar o possível mecanismo de ação da exposição destas células hepáticas aos extratos, através da análise da expressão gênica de alguns dos principais genes de vias bioquímicas de reparo de danos no DNA, do ciclo celular e de apoptose. Para isso, a primeira etapa do trabalho buscará observar efeitos de citoxicidade/viabilidade celular do extrato, pelo teste do MTT e coloração com azul de trypan, de genotoxicidade pelos ensaios do cometa e do micronúcleo, e sobre a progressão do ciclo celular e indução de apoptose, por citometria de fluxo. Em posse desses resultados, a segunda etapa da pesquisa abrangerá, por intermédio da análise por qRT-PCR em tempo real, a investigação da expressão relativa de genes envolvidos com os processos acima mencionados, que tenham apresentado algum efeito biológico interessante após exposição aos extratos. O desenvolvimento desse projeto permitirá a formação de recursos humanos qualificados em nível de doutorado e de iniciação científica, bem como a implantação no laboratório de técnicas moleculares envolvendo a análise da expressão gênica (qRT-PCR), e de citometria de fluxo, que têm o potencial de permitir a elucidação dos mecanismos de ação dos fitoterápicos (e seus constituintes) rotineiramente investigados no Laboratório de Genética Toxicológica. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.