Busca avançada
Ano de início
Entree

Estrutura populacional do complexo de espécies Fusarium graminearum e perfil da contaminação por micotoxinas em cevada cultivada e selvagem do Brasil

Processo: 17/04811-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de maio de 2018 - 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Liliana de Oliveira Rocha
Beneficiário:Liliana de Oliveira Rocha
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/07414-9 - Diversidade de Fusarium spp. isolados de cevada nativa e industrial do Brasil, BP.IC
Assunto(s):Micotoxinas  Fusarium  Cevada  Tricotecenos  Zearalenona  Biossíntese  Brasil 

Resumo

A presença de micotoxinas em cereais e outros alimentos geram perdas substanciais à economia. O Complexo de Espécies Fusarium graminearum (CEFG) é considerado o principal patógeno da cevada, sendo capaz de produzir consistentemente tricotecenos do tipo B e zearalenona, importantes toxinas sob o ponto de vista econômico, saúde humana, animal e agricultura. Estudos anteriores envolvendo a caracterização de populações fúngicas isoladas de plantas nativas demonstraram que estas podem atuar como reservatório de fungos patogênicos e/ou toxigênicos, podendo migrar para a agricultura e colonizar hospedeiro susceptível. Os objetivos deste trabalho são caracterizar a estrutura populacional do CEFG em cevada nativa e cultivada no Brasil, avaliar o potencial de contaminação por micotoxinas do CEFG (zearalenona, desoxinivalenol e derivativos) nessas plantas, mapear genes envolvidos na produção de tricotecenos e zearalenona em isolados nativos, como também, compreender a distribuição de genes em cluster, possivelmente envolvidos na biossíntese de outros metabólitos secundários. Evidências que darão suporte aos objetivos propostos estão descritas no projeto. (AU)