Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de técnicas de correção do erro de espalhamento do medidor ac-s em um reservatório eutrófico tropical e implicações à modelagem bio-óptica

Processo: 18/07773-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de junho de 2018 - 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Pesquisador responsável:Fernanda Sayuri Yoshino Watanabe
Beneficiário:Fernanda Sayuri Yoshino Watanabe
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Sensoriamento remoto 

Resumo

Medidas do coeficiente de absorção (a(»), em m-1) coletadas a partir de espectrofotômetros in situ são superestimadas devido ao espalhamento do medidor de absorção do tubo refletivo. Correção acurada desses dados é essencial para caracterizar corpos dágua bio-opticamente bem como recuperar a reflectância de sensoriamento remoto (Rrs, in sr-1), aplicando um modelo direto. Há vários métodos para correção do erro de espalhamento, entretanto, todos foram desenvolvidos para águas claras. Nesta pesquisa, diferentes técnicas foram testadas a fim de definir o método mais adequado para correção de a(») adquirido pelo medidor ac-s (WET Labs Inc., Philomath, OR) em um reservatório eutrófico. Três métodos recomendados pelo fabricante do sesnsor ac-s foram testados: flat ou baseline, fração constante e proporcional. Esses métodos foram aplicados em dois conjuntos de dados medidos em maio e outubro de 2014. A técnica flat exibiu os menores erros, com uma média da raiz do erro quadrático médio normalizado (NRMSE) de 7.95% e uma média do erro médio absoluto percentual (MAPE) de 29.26% para maio. Enquanto que o método proporcional foi o mais adequado para a maioria das amostras em Outubro, como NRMSE médio de 11.19% e um MAPE de 31.03% para outubro. Além disso, o método proporcional manteve a forma da a(») melhor do que os outros métodos. Apesar disso, ambos os métodos obtiveram desempenho similar estatisticamente. Mais do que isso, o método flat produziu a melhor estimação do conteúdo de chla para ambos os conjuntos de dados, portanto, este método é recomendado para corrigir os dados do ac-s em recuperar tais pigmento fitoplanctônico. (AU)