Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo paleontológico, sedimentológico e estratigráfico dos fósseis ediacaranos do grupo Corumbá

Processo: 18/03001-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 01 de setembro de 2018 - 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Convênio/Acordo: Newton Fund, com FAPESP como instituição parceira no Brasil
Pesquisador responsável:Juliana de Moraes Leme Basso
Beneficiário:Juliana de Moraes Leme Basso
Pesquisador visitante: Alexander Liu
Inst. do pesquisador visitante: University of Cambridge, Inglaterra
Pesq. responsável no exterior: Alexander Liu
Instituição no exterior: University of Cambridge, Inglaterra
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/06114-6 - O Sistema Terra e a evolução da vida durante o Neoproterozoico, AP.TEM
Assunto(s):Paleobiologia  Ediacarano  Paleontologia 

Resumo

Os fósseis do Grupo Corumbá (Neoproterozoico) inserem-se em um contexto evolutivo de relevância para a compreensão de eventos biológicos e geológicos que ocorreram na transição Ediacarano/Cambriano. Embora alguns estudos sobre composição taxonômica, paleoecologia e tafonomia de microfósseis e metazoários já apresentem importantes resultados, os aspectos paleoambientais ainda carecem de investigação. Estas questões são objetos de estudo de relevância mundial para a reconstituição de eventos e contextos ediacaranos que podem relacionar o Brasil a outras partes do mundo, como Canadá, Reino Unido, Austrália e Rússia. Em maio de 2016, foi estabelecida uma colaboração científica entre pesquisadores do Instituto de Geociências/USP com o Dr. Alexander Liu do Department of Earth Sciences, University of Cambridge, UK, um ativo pesquisador que tem interesse na reconstituição das formas de vida e dos ambientes no Pré-Cambriano. O Dr. A. Liu esteve em São Paulo, em 2016, e pode participar de trabalhos de campo, na região de Corumbá, MS. Como resultado dessa visita anterior, ele foi inserido como pesquisador colaborador no projeto Temático FAPESP "The Neoproterozoic Earth System and the rise of biological complexity", coordenado pelo prof. Dr. Ricardo Trindade (IAG/USP). Além disso, trabalhamos juntos em 2016, no qual descrevemos a novas ocorrências de icnofósseis ediacarianos/cambrianos no Brasil e apresentamos novas datações radiométricas para essas sucessões. O artigo foi publicado na Nature Ecology and Evolution, em 2017. A visita do Dr. A. Liu está prevista para setembro de 2018, onde ele permanecerá por trinta dias, colaborando com pesquisadores e estudantes de graduação e pós-graduação, além de apresentar uma palestra no Instituto de Geociências/USP. Adicionalmente, faremos uma campanha de trabalho de campo no Grupo Corumbá, regiões de Bonito, Bodoquena e Corumbá, MS por 2 semanas para estudar em conjunto a geologia e a paleobiologia da região. Os resultados que serão obtidos contribuirão para (1) um melhor entendimento da diversidade da biota de macrofósseis ediacaranos brasileiros, (2) para a divulgação de novos dados sobre a diversidade de metazoários do Pré-Cambriano do Brasil e, mais importante, (3) possibilitarão o contato e convívio de alunos de pós-graduação do GSA-IG/USP com pesquisador de alto nível e reconhecimento internacional. É nesse contexto que o presente pedido de auxílio se encaixa. Esta colaboração científica é imprescindível para os estudos mais avançados sobre a origem e a evolução da vida no registro fóssil brasileiro e deverá favorecer o entendimento mais detalhado dos padrões e dos processos, biológicos e geológicos, subseqüentes ao Ediacarano. (AU)