Busca avançada
Ano de início
Entree

Biomarcadores candidatos para carcinoma espinocelular de cavidade oral: expressão diferencial de genes relacionados ao estresse oxidativo

Processo: 18/07512-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de junho de 2018 - 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Eny Maria Goloni Bertollo
Beneficiário:Eny Maria Goloni Bertollo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia molecular  Estresse oxidativo 

Resumo

Introdução: Alterações na biotransformação de compostos exógenos podem resultar na produção de espécies reativas de oxigênio (EROs), que podem predispor à transformação maligna em cabeça e pescoço. Este estudo teve como objetivo avaliar a expressão de genes envolvidos no metabolismo antioxidante no carcinoma espinocelular de cavidade oral (CECO).Métodos: A expressão de oitenta e quatro genes foi avaliada em CECO e tecidos não tumorais por uma Reação em Cadeia da Polimerase quantitativa em tempo real usando TaqMan Gene Expression Array. Os mecanismos biológicos relacionados aos genes diferencialmente expressos foram investigados utilizando os bancos de dados Gene - NCBI, KEGG, UNIPROT e REACTOME.Resultados: Vinte e um genes que codificam enzimas envolvidas no metabolismo antioxidante foram diferencialmente expressos em CECO. Quatro genes (ATOX1, PRDX4, PRNP e SOD2) foram regulados positivamente e dezessete genes (ALOX12, CAT, CSDE1, DHCR24, DUOX1, DUOX2, EPHX2, GLRX2, GPX3, GSR, GSTZ1, MGST3, PRDX1, OXR1, OXSR1, SOD1 e SOD3) foram regulados negativamente. Nós identificamos 14 possíveis novos biomarcadores para o CECO. Os genes diferencialmente expressos estão relacionados a importantes processos biológicos envolvidos na carcinogênese como inflamação, angiogênese, apoptose, instabilidade genômica, invasão, sobrevivência e proliferação celular.Conclusões: Nosso estudo identificou novos biomarcadores para investigação adicional sobre a patogênese do CECO, uma vez que a expressão alterada desses genes pode modular processos biológicos relacionados ao estresse oxidativo e predispor as células ao crescimento maligno em cavidade oral. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.