Busca avançada
Ano de início
Entree

Manejo do Raquitismo-das-soqueiras: efeito da termoterapia atual na produtividade de cana-de-açúcar e controle de Leifsonia xyli subsp. xyli

Processo: 17/18469-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2018 - 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Alfredo Seiiti Urashima
Beneficiário:Alfredo Seiiti Urashima
Instituição-sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Pesq. associados:Luis Eduardo Aranha Camargo ; Rodrigo Gazaffi
Assunto(s):Sorologia  Tratamento térmico  Fitopatologia  Reação em cadeia por polimerase (PCR)  Saccharum 

Resumo

O raquitismo-das-soqueiras (RSD), causada por Leifsonia xyli subsp. xyli (Lxx), é considerado a principal doença da cana-de-açúcar nos principais países produtores devido aos danos à produtividade e dificuldade de controle. O uso de material propagativo sadio é de fundamental importância para o sucesso do controle do RSD, visto ser essa a única fonte de inóculo primário da doença. O método mais empregado em todo mundo para obter materiais sadios é o tratamento térmico dos toletes. As condições de termoterapia adotadas no Brasil são 52°C/30min, ao invés de 50ºC/2h do exterior, por permitir maior quantidade de canas tratadas por unidade de tempo, mas que não eliminou totalmente a bactéria. Assim, uma questão importante a ser resolvida está no custo/benefício dos dois binômios da termoterapia: (50ºC/2h), com maior eficiência no controle de Lxx, mas que pode prejudicar a brotação das gemas ou (52°C/30min), com menor eficiência no controle da bactéria, sem prejuízo na brotação. Pelo exposto, o presente trabalho tem o objetivo de responder as seguintes perguntas, fundamentais para o sucesso do manejo de RSD: 1) Qual a importância atual do RSD para as principais variedades brasileiras?; 2) Quais os aspectos positivos (controle de Lxx e na produtividade) e negativos (brotação de gemas e crescimento de plântulas) com a adoção do binômio 50ºC/2h?; 3) Quais as consequências positivas e negativas com a manutenção do binômio 52°C/30min?; 4) Qual a influência do título de Lxx na eficiência de controle pelo binômio 52°C/30min? (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.