Busca avançada
Ano de início
Entree

Características epidemiológicas, clínicas e microbiológicas dos pacientes vítimas de trauma com bacteremia por agentes multidrogaresistentes

Processo: 18/03386-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 01 de outubro de 2018 - 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Convênio/Acordo: CONFAP ; Newton Fund, com FAPESP como instituição parceira no Brasil ; UK Academies
Pesquisador responsável:Silvia Figueiredo Costa
Beneficiário:Silvia Figueiredo Costa
Pesquisador visitante: Gwenda Hughes
Inst. do pesquisador visitante: London School of Hygiene and Tropical Medicine, Inglaterra
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças transmissíveis  Bacteremia  Intercâmbio de pesquisadores  Cooperação internacional 

Resumo

Os traumas representam um problema de saúde pública mundial, inclusive no Brasil, gerando um forte impacto na morbimortalidade da população, principalmente da faixa etária economicamente ativa. O município de São José dos Campos fica situado a 100 quilômetros da cidade de São Paulo. Tem uma população de cerca de 629.921 habitantes e possui o 8º PIB do Estado de São Paulo. É a principal cidade da região do vale do Paraíba que é atravessada pela via Dutra, uma das rodovias mais importantes do país, responsável pela ligação entre duas metrópoles nacionais, São Paulo e Rio de Janeiro. São poucos os estudos prospectivos sobre bacteremia por agentes multidroga resistentes (Enterobactérias resistente a carbapenêmicos, P. aeruginosa, A. baumannii, S. aureus resistente à meticilina e Enterococccus sp resistente à vancomicina) em pacientes vítimas de trauma. Será realizado um estudo de coorte com análise dos dados clínicos e epidemiológicos dos pacientes internados nas três Unidades de Terapia Intensiva do Hospital Municipal de São José dos Campos durante o período de 01 de Maio de 2017 a 01 de Maio de 2019. Será feito um estudo microbiológico sobre os isolados Gram negativos resistentes a carbapenêmico ou colistina e SAMR das amostras clínicas dos pacientes internados no mesmo serviço durante o período de 01 de Maio de 2017 a 1 de Maio de 2019. Os dados serão digitalizados em base de dados EPI INFO 7 na sua versão 7.1.2 e será realizada análise descritiva das características dos isolados e variáveis clínicas. A regressão logística multivariada será utilizada para detectar fatores de risco independentes para infecção por bactérias multidroga resistentes em pacientes com trauma. (AU)