Busca avançada
Ano de início
Entree

XXV Escola de Álgebra

Processo: 18/07131-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 03 de dezembro de 2018 - 07 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Matemática - Álgebra
Pesquisador responsável:Plamen Emilov Kochloukov
Beneficiário:Plamen Emilov Kochloukov
Instituição-sede: Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Corpos finitos  Teoria dos números  Geometria algébrica 

Resumo

A Escola de Álgebra é um dos eventos mais tradicionais da Matemática Brasileira. A primeira escola foi realizada em 1972. Atualmente estamos na XXV Edição. Tradicionalmente é organizada em julho/agosto, com duração de 1 semana. Este ano tivemos de alterar a época pois em julho e agosto teremos o Congresso Internacional de Matemática (ICM) no Rio de Janeiro, bem como vários eventos satélites, e isso representaria uma sobrecarga e desfiguramento da escola de álgebra. A última vez que uma escola de álgebra foi realizada pela UNICAMP foi em 2004.A Escola é um evento com formato de congresso de grande porte, mas ainda oferece bastante espaço para os mais jovens. Teremos 11 palestras plenárias na escola, proferidas por pesquisadores do Brasil e do exterior. Teremos 7 sessões temáticas onde serão proferidas conferências de 40 min e comunicações de 20 min, bem como sessão de pôsteres. Nas sessões e nos pôsteres pretendemos dar mais espaço aos jovens, especialmente alunos de doutorado, pós-doutorandos e professores mais jovens. Ofereceremos 6 minicursos, de níveis variados As atividades científicas serão abertas para alunos e professores da UNICAMP.Nas últimas Escolas de Álgebra notou-se uma tendência de participação razoavelmente constante de pesquisadores brasileiros (por volta de 120), estrangeiros (aproximadamente 35--40), e alunos de doutorado e pós-docs (50), mais muitos alunos de mestrado e final de graduação, sendo os últimos principalmente da universidade organizadora. A Escola sempre contaou com a participação de algebristas de altíssimo nível, entre eles E. Zelmanov, I.N. Herstein, C. Procesi, A. Lubotzki, S. Kleiman. A Escola reúne os algebristas brasileiros com seus pares do exterior e providencia oportunidade única de criação e fortalecimento de colaborações, bem como de estabelecimento de novos contatos, especialmente para os alunos de doutorado e os pesquisadores mais jovens. A Escola sempre tem contado com o apoio financeiro desta Fundação. (AU)