Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do tipo de agente espessante e da viscosidade do gel de peróxido de hidrogênio na efetividade e segurança do tratamento clareador

Resumo

Objetivo: O objetivo deste estudo será compreender como a escolha do tipo de agente espessante e da viscosidade de um gel de peróxido de hidrogênio a 35%, podem influenciar as reações químicas que ocorrem dentro da camada de gel, a forma como este interage com os dentes e produz os seus efeitos primários e secundários sobre a estrutura mineralizada, assim como a penetração do agente ativo através do esmalte e dentina, potencialmente causadora de irritação sobre o tecido pulpar. Mais especificamente serão avaliados os efeitos das variáveis estudadas no pH, decomposição do peróxido, formação de radicais livres e captura de cálcio e fósforo pelo gel clareador, além dos efeitos sobre a cor e microdureza dos dentes e na quantidade de peróxido capaz de atravessar a estrutura dental durante o tempo de tratamento.Material e Métodos: Serão utilizados 270 dentes incisivos bovinos, dos quais serão obtidos discos de esmalte e dentina da face vestibular, com 6mm de diâmetro e 2mm de espessura (1mm de esmalte e 1mm de dentina). Géis clareadores experimentais serão preparados, contendo cinco diferentes tipos de agentes espessantes (PAP - Polímero do ácido poliacrílico - Carbopol; EC- Emulsão de copolímero acrílico - Salcare, PAS - Polímero do ácido sulfônico - Aristoflex, SAM - Silicato de Alumínio e Magnésio - Bentonita, SP - Sílica pironênica - Aerosil), os quais serão adicionados em quantidades suficientes para produzir géis com viscosidades baixa (B - 30.000 cP), média (M - 100.000 cP) e alta (A - 250.000 cP). Os espécimes serão divididos nos seguintes grupos/subgrupos experimentais (n=15): PAP/B, PAP/M, PAP/A; EC/B, EC/M, EC/A; PAS/B, PAS/M, PAS/A; SAM/B, SAM/M, SAM/A; SP/B, SP/M, SP/A. Além disso, três grupos controle serão preparados: CPSE (Controle positivo sem espessante) - será aplicada uma solução de peróxido sem adição de agente espessante, CPC (Controle positivo comercial) - será utilizado o gel clareador Whiteness HP (FGM); CN (Controle negativo) - o tratamento será realizado utilizando apenas água purificada. As amostras serão montadas sobre câmaras pulpares artificiais e os agentes clareadores aplicados sobre a superfície do esmalte por 45 minutos. A variação de cor dos dentes será avaliada empregando um espectrofotômetro colorimétrico (CM-5, Konica Minolta). A variação da microdureza de superfície do esmalte será analisada com o microdurômetro Knoop (FM-700, Future Tech). O percentual de redução do teor de peróxido no gel clareador durante o tratamento será avaliado através de uma titulação com permanganato de potássio e um titulador potenciométrico (HI902C1-02, Hanna). A concentração de radicais livres no gel clareador durante o tratamento será analisada utilizando o indicador aminofenil fluoresceína e um leitor de microplacas multidetecção (SYNERGY HTX, Biotek) no modo de fluorescência. A concentração de cálcio e fósforo no gel clareador será analisada através de métodos espectrofotométricos empregando um leitor multidetecção (SYNERGY HTX, Biotek) no modo de absorbância. A variação do pH do gel clareador será mensurada utilizando um microeletrodo (HI1083B, Hanna). A penetração do peróxido no interior da câmara pulpar artificial será analisada empregando o método aminoantipirina/fenol e um leitor multidetecção (SYNERGY HTX, Biotek) no modo de absorbância. Os dados obtidos serão analisados estatisticamente, adotando-se um nível de significância de 5%. (AU)