Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das modificações nos aerossóis devido às nuvens através da combinação de diferentes técnicas de sensoriamento remoto

Processo: 18/08934-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 10 de julho de 2018 - 26 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Pesquisador responsável:Henrique de Melo Jorge Barbosa
Beneficiário:Henrique de Melo Jorge Barbosa
Pesquisador visitante: Juan Luis Guerrero Rascado
Inst. do pesquisador visitante: Universidad de Granada (UGR), Espanha
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/17047-0 - O ciclo de vida de aerossóis e nuvens na Amazônia: emissões biogênicas, emissões de queimadas e impactos no ecossistema, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Sensoriamento remoto  Aerossóis  Mudança climática  Aquecimento global  Intercâmbio de pesquisadores 

Resumo

Mudanças climáticas são um dos maiores desafios enfrentados pela humanidade atualmente. Observações mostram um aquecimento do planeta desde os tempos pré-industriais que tem se amplificado e acelerado desde 1950. Gases de efeito estufa não são o único motor antropogênico das mudanças climáticas. Atualmente, entende-se que os aerossóis de origem antrópica tem mascarado uma fração do aquecimento esperado pelos aumentos destes gases. A possível interação e efeito dos aerossóis nas nuvens é um dos mecanismos menos entendidos nos estudos climáticos, o que produz as maiores incertezas nos cálculos da forçante radiativa antropogênica. Mais pesquisa é, portanto, necessária para melhor entender como os aerossóis afetam as mudanças climáticas e como as mudanças climáticas afetam a distribuição de aerossóis na atmosfera do nosso planeta. No momento, as seguintes questões científicas tem destaque: Até que ponto as várias medidas de interação aerossol-nuvem (IAN) são robustas e consistentes? Quais são os fatores afetando a magnitude do IAN (e.g. tipo de nuvem, fase, dinâmica, composição e tamanho do aerossol)? A variabilidade encontrada nos estudos de IAN se devem aos processos físicos, às incertezas instrumentais, às abordagens observacionais, ou a uma combinação de todos estes? O objetivo geral deste projeto exploratório é contribuir para aumentar o conhecimento do papel dos aerossóis atmosféricos no sistema climático, portanto reduzir as incertezas associadas as interações nuvem-aerossol-radiação através de três objetivos específicos: (i) familiarização com as diferentes bases de dados para estudos de nuvens e aerossóis na Amazônia (Manaus, Brasil) e Granada (Espanha), como representativos de atmosfera pristina e urbana, respectivamente; (ii) explorar diferentes alternativas para o estudo da modificação das propriedades dos aerossóis pelas nuvens, usando diferentes técnicas de sensoriamento remoto na superfície, tanto passivo quanto ativo; e (iii) usar uma combinação destas técnicas para estudar as propriedades ópticas dos aerossóis na vizinhança das nuvens na região da Amazônia (Brasil) e de Granada (Espanha). (AU)