Busca avançada
Ano de início
Entree

Dramaturgia brasileira: o popular, a sacralidade, o contemporâneo

Processo: 18/02439-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2018 - 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Teatro
Pesquisador responsável:Larissa de Oliveira Neves Catalão
Beneficiário:Larissa de Oliveira Neves Catalão
Instituição-sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Grácia Maria Navarro ; Isa Etel Kopelman
Auxílios(s) vinculado(s):19/00837-4 - Popular, musical e político: inovação no entendimento e na historiografia do teatro no Brasil e no Reino Unido, AP.R
Bolsa(s) vinculada(s):19/18682-7 - Laboratório de Dramaturgia: a dramaturgia brasileira, BP.TT
18/15348-6 - Laboratório de dramaturgia: a dramaturgia brasileira, BP.TT
18/14211-7 - Laboratório de Dramaturgia - preservação, divulgação, pesquisa, BP.TT
Assunto(s):Dramaturgia  Teatro brasileiro  Cultura popular 

Resumo

A presente pesquisa tem como objetivo trabalhar com a dramaturgia brasileira de modo a pensar em sua constituição formal no decorrer do tempo, forjada na relação com a teatralidade popular nacional. Serão explorados três vetores de investigação: o popular, a sacralidade e o contemporâneo. Historicamente, por mais que a elite intelectual e econômica do país ansiasse, no século XIX até o começo do XX, em fazer do teatro brasileiro um espelho do requinte europeu, a prática cênica da exuberância épica, seja a religiosa, seja a profana, nacional, constantemente sobrepujava os movimentos mais letrados de fazer teatral. Do sacro ao profano, do folguedo de rua ao palco, a vertente popular de uma teatralidade que se desenvolveu sem uma oficialidade de forma torna-se uma matriz das mais potentes do teatro brasileiro, visível tanto no teatro do passado como na produção contemporânea de diversas regiões do país. Desse modo, o objetivo do projeto consiste em produzir uma reflexão ampliada sobre a dramaturgia brasileira por meio desse viés de entendimento: o épico enquanto forma explodida, fragmentada, das grandes narrativas, e forma expandida da teatralidade popular. Será selecionado um grupo de peças a serem analisadas por esse viés. Além disso, o projeto inclui, de modo a auxiliar a pesquisa teórica, uma série de atividades a serem realizadas no recém-fundado Laboratório de Dramaturgia do Departamento de Artes Cênicas, da Unicamp. (AU)