Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e análise de um scaffold bicamada para regeneração do complexo dentino-pulpar

Processo: 17/22739-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2018 - 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Carlos Alberto de Souza Costa
Beneficiário:Carlos Alberto de Souza Costa
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados:Diana Gabriela Soares dos Passos ; Giovana Anovazzi Medeiros ; Josimeri Hebling
Assunto(s):Biomateriais  Engenharia tecidual 

Resumo

A formulação de scaffolds biocompatíveis e bioativos, capazes de induzir a quimiotaxia de células tronco residentes para o sítio da exposição da polpa, seguido de diferenciação odontoblástica e deposição de matriz extracelular mineralizada, é de grande interesse para a área da biotecnologia e engenharia tecidual aplicada à regeneração do complexo dentino-pulpar. Nesta situação específica, a superfície do biomaterial em contato com a polpa exposta deveria promover a regeneração tecidual mediada pelas células tronco, enquanto a superfície oposta do produto promoveria um selamento local. Assim, no presente estudo será proposto o desenvolvimento de um scaffold bicamada à base de quitosana, composto por uma face densa interposta a uma face macro-porosa bioativa, com o objetivo de obter um biomaterial inovador para capeamento pulpar direto. Inicialmente, serão determinadas as tecnologias para obtenção de uma camada densa capaz de se co-polimerizar com materiais forradores cavitários e impedir a difusão de componentes tóxicos através de sua estrutura. Em seguida, um scaffold bioativo e contendo uma rede de macro-poros interconectados também será preparado, para então obter-se o scaffold bicamada pela interposição dos biomateriais desenvolvidos. A análise do potencial do scaffold bi-camada como capeador pulpar direto será avaliado em modelo de câmara pulpar artificial com pressão intra-pulpar simulada (pCPA). A capacidade de células pulpares migrarem para a superfície do scaffold a partir de uma cultura 3D, bem como de apresentar diferenciação odontoblástica será avaliada neste modelo realista in vitro. Os dados numéricos, obtidos através da aplicação dos protocolos laboratoriais, serão submetidos à análise estatística específica. (AU)