Busca avançada
Ano de início
Entree

III congresso latinoamericano de Acarologia/VI Simpósio Brasileiro de Acarologia

Processo: 18/02331-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 29 de julho de 2018 - 02 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Raphael de Campos Castilho
Beneficiário:Raphael de Campos Castilho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Ácaros  Controle  Carrapatos  Acarologia  Biodiversidade  Taxonomia 

Resumo

O III CLAC & VI SIBAC representará o principal fórum de discussão da Acarologia na América Latina. Para essa edição conjunta dos dois eventos, o tema escolhido foi a "Saúde Única" (em Inglês "One Health"), que reflete a interconectividade entre a saúde e o bem estar de homens, animais e meio ambiente. Ao longo das última décadas, o conceito de Saúde Única se expandiu, tornando-se um movimento que vem ganhando apoio de organizações por todo o mundo. A visão holística da Saúde Única tem como objetivo promover a saúde e o bem estar no planeta por meio da prevenção de riscos e da mitigação de problemas que se originam na interface entre humanos, animais e meio ambiente. Nesse contexto, os ácaros, que apresentam surpreendente diversidade ecológica e amplo espectro de modos de vida, são organismos que podem influenciar fortemente a tríade saúde humana, animal e ambiental.Entre as inúmeras linhas de P&D na Acarologia consoantes com a Saúde Única a serem discutidas durante o evento podemos citar: manejo da resistência aos pesticidas; prospecção e utilização de agentes de controle biológico e desenvolvimento de novas tecnologias para controle de pragas; incremento de serviços ecológicos; prevenção e mitigação de impacto de bioinvasões; transmissão de agentes patogênicos que afetam a saúde humana, animal e vegetal; desenvolvimento e produção de produtos biotecnológicos com utilização médico-veterinária ou fitossanitária; estudos sobre a biodiversidade nos ecossistemas; utilização de ácaros como bioindicadores da qualidade ambiental. O conhecimento acarológico, devido à sua natureza interdisciplinar e multissetorial, tem muito a contribuir com os desafios apresentados pela Saúde Única. (AU)