Busca avançada
Ano de início
Entree

Plano de desenvolvimento institucional em pesquisa do Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL (PDIp)

Processo: 17/50349-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Modernização de Institutos Estaduais de Pesquisa
Vigência: 01 de abril de 2018 - 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Eloísa Elena Corrêa Garcia
Beneficiário:Eloísa Elena Corrêa Garcia
Instituição-sede: Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Fiorella Balardin Hellmeister Dantas ; Leda Coltro ; Leila Maria Spadoti ; Lidiane Bataglia da Silva ; Luis Fernando Ceribelli Madi ; Marcelo Antonio Morgano ; Maria Isabel Berto ; Maria Teresa Bertoldo Pacheco ; Marisa Padula ; Marise Bonifácio Queiroz ; Marta Hiromi Taniwaki ; Silvia Amelia Verdiani Tfouni ; Silvia Pimentel Marconi Germer ; Silvia Tondella Dantas ; VALDECIR LUCCAS
Auxílios(s) vinculado(s):19/00072-8 - EMU concedido no processo 2017/50349-0: extensógrafo, AP.EMU
19/00121-9 - EMU concedido no processo 2017/50349-0: cromatógrafo gasoso acoplado a espectrômetro de massas triplo quadrupolo (CG-MS/MS) com um detector olfativo (Olfatômetro) como acessório, AP.EMU
18/24676-7 - EMU concedido no processo 2017/50349-0: destilador molecular, AP.EMU
+ mais auxílios vinculados 18/20713-5 - EMU concedido no processo 2017-50349-0: temperímetro, AP.EMU
18/20716-4 - EMU concedido no processo 2017/50349-0: viscosímetro de farinhas - Farinógrafo, AP.EMU
18/21105-9 - EMU concedido no processo 2017/50349-0: analisador de propriedades visco-elásticas de massa de trigo - AlveoLab, AP.EMU
18/15760-4 - EMU concedido no processo 2017/50349-0: sistema de controle do equipamento de vibração, AP.EMU
18/15759-6 - EMU concedido no processo 2017/50349-0: sistema de medição de permeabilidade ao vapor dágua, AP.EMU
18/15758-0 - EMU concedido no processo 2017/50349-0: sistema de medição de permeabilidade ao oxigênio, AP.EMU - menos auxílios vinculados
Assunto(s):Processamento de alimentos  Embalagens de alimentos  Dieta saudável  Segurança alimentar 

Resumo

PDIP-ITAL objetiva fortalecer a atuação do Instituto por meio da modernização de sua infraestrutura analítica e de plantas piloto, como elementos essenciais de avaliação da segurança e para provas de conceito para produtos e processos, pela capacitação de sua equipe de pesquisadores, como recurso fundamental na geração de novas competências, e pela forte interação com atores nacionais e internacionais como aliados do ITAL na geração de conhecimentos e tecnologias inovadoras. Foram priorizadas as seguintes Áreas Estratégicas: a) Segurança e Saudabilidade de Alimentos, envolvendo os temas: investigação da contaminação química, redução da contaminação microbiológica e melhoria de aspectos nutricionais de alimentos; b) Inovação em Produtos e Processos, envolvendo o desenvolvimento de ingredientes, de novos produtos, processos e formulações, novos materiais e embalagens e de novos produtos e ingredientes a partir do aproveitamento de resíduos da indústria de alimentos. Parte dos investimentos previstos está voltada à melhoria da capacidade analítica dos Laboratórios do ITAL para análise de alimentos e de embalagens que, pela complexidade dos produtos e natureza das contaminações, requerem maior sensibilidade e seletividade, a fim de que a pesquisa científica consiga acompanhar os desafios atuais da geração do conhecimento. Por outro lado, a inovação em processos e produtos requer a modernização de plantas piloto estratégicas, com capacidade mais adequada ao desenvolvimento de inovações e ingredientes e que tenham em si incorporados os avanços tecnológicos recentes. A ampliação da capacidade de produção de ingredientes, alimentos e embalagens em escala piloto é fundamental para que a pesquisa desenvolvida pelo ITAL possa ter a segurança vinda da realização de provas de conceito e testes de atributos de viabilidade técnica, reduzindo os riscos da sua adoção pelo mercado. Ademais, este PDIP propõe a execução de 37 projetos de pesquisa, com a criação de quatro novas áreas contando com Auxílios de Jovens Pesquisadores, 13 Bolsas de Pós-Doutorado, uma de Doutorado, nove de Mestrado e dez Bolsas de Pesquisa no Exterior, bem como a contribuição de quatro Pesquisadores Visitantes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Três oportunidades em Bioquímica de Alimentos com bolsa da FAPESP  
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.