Busca avançada
Ano de início
Entree

Do básico ao aplicado: modernização da infraestrutura institucional para o fomento à pesquisa e à inovação do agronegócio (PDIp)

Processo: 17/50338-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Modernização de Institutos Estaduais de Pesquisa
Vigência: 01 de abril de 2018 - 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Sérgio Augusto Morais Carbonell
Beneficiário:Sérgio Augusto Morais Carbonell
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Pesquisadores principais:Heitor Cantarella ; Marcia Ortiz Mayo Marques ; Marcio Koiti Chiba ; Marcos Antonio Machado ; Paulo de Souza Gonçalves
Auxílios(s) vinculado(s):18/25812-1 - Equipamento multiusuário aprovado no auxílio 2017/50338-9: cromatógrafo gasoso (GC/MS), AP.EMU
18/23539-6 - Equipamento multiusuário aprovado no auxílio 2017/50338-9: NIR Analyser, AP.EMU
Bolsa(s) vinculada(s):18/25987-6 - Características de tolerância à seca em feijoeiro comum, BP.PD
18/26033-6 - Compostagem de resíduos urbanos visando a reciclagem de nutrientes e a minimização dos impactos ambientais, BP.PD
18/26408-0 - Diversidade genética e caracterização de descritores de seringueira, BP.PD
+ mais bolsas vinculadas 18/26366-5 - Uso de imagens multiespectrais obtidas por VANT na agricultura, BP.PD
19/01901-8 - Silenciamento gênico do floema cítrico: modulação da hipersensibilidade à infecção por Candidatus Liberibacter spp, BP.PD
18/26066-1 - Caracterização fitoquímica de espécies do germoplasma do Instituto Agronômico, BP.PD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Agronegócio  Sustentabilidade  Biotecnologia  Transferência de tecnologia  Germoplasma  Bioeconomia  Melhoramento genético 

Resumo

O Plano de Desenvolvimento Institucional em Pesquisa do Instituto Agronômico tem por objetivo principal aprimorar as condições de pesquisa e o desenvolvimento de produtos e processos direcionados às cadeias agrícolas, com impactos diretos na geração de ciência e de pacotes tecnológicos para o setor de produção. Para tanto, identificou-se duas áreas estratégicas: Bases genéticas para a agricultura e Produção agrícola sustentável: eficiência de recursos naturais na produção e qualidade de produtos agrícolas, para as quais os investimentos em infraestrutura de pesquisa deverão ser priorizados. A área estratégica Bases genéticas para a agricultura tem por objetivo principal aprimorar a gestão dos recursos genéticos institucionais, considerando a preservação, a caracterização e o uso eficiente de acessos dos bancos de germoplasma com foco na qualidade e na produtividade de produtos agrícolas, bem como na prospecção de produtos inovadores e, introduzir novas coleções estratégicas de espécies vegetais de elevado valor para o Estado de São Paulo e outras regiões do Brasil. A área estratégica Produção agrícola sustentável: eficiência de recursos naturais na produção e qualidade de produtos agrícolas tem por objetivo o desenvolvimento de cultivares com qualidade diferenciada e elevado potencial genético para aumento da produtividade e redução dos custos de produção, e para a produção de energia renovável sustentável, bem como a definição de estratégias de manejo que aumentem a eficiência de uso de nutrientes, do uso da água na agricultura e a adaptação dos cultivos agrícolas aos estresses bióticos e abióticos. A população mundial deverá atingir, em 2050, aproximadamente 10 bilhões de habitantes, o que sugere que a demanda por alimentos e energia aumentará. Assim, o uso de tecnologias deverá ser intensificado para o aumento de produtividade. Nesse contexto, há que se considerar a necessidade de sustentabilidade ambiental nos processos envolvidos e no desenvolvimento de pacotes tecnológicos que contemplem processos ambientalmente sustentáveis. Por isso, cada vez mais o setor deve recorrer às inovações tecnológicas, o que se reverte em maior produtividade, renda e qualidade para o pequeno, médio, grande produtor e agricultor familiar. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Seis vagas de pós-doutorado com bolsa da FAPESP no Instituto Agronômico