Busca avançada
Ano de início
Entree

Suportes e mediadores: a circulação transatlântica dos impressos (1789-1914)

Resumo

Este livro esclarece, a partir de fontes e caminhos diversificados, algumas práticas culturais e políticas vigentes no espaço atlântico entre o final do século XVIII e os primeiros decênios do século XX. O movimento de homens e ideais e a produção de material impresso (livros e periódicos) articulam-se em função de acontecimentos políticos, interesses pessoais, projetos econômicos, em um contexto marcado por aceleradas transformações técnicas, encurtamento das distâncias, bem como de novas percepções espaciais e temporais. Deste modo, foi possível distinguir redes complexas, em seus diversos suportes e atores, estabelecidas entre Brasil, Portugal, França e Inglaterra, que compunham parte significativa da vida cultural e das identidades criadas às margens do "mundo atlântico", para retomar a expressão de Ferdinand Braudel. (AU)