Busca avançada
Ano de início
Entree

"síntese de nanoparticulas de pseudoboemita"

Processo: 17/22396-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2018 - 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Antonio Hortencio Munhoz Junior
Beneficiário:Antonio Hortencio Munhoz Junior
Instituição-sede: Escola de Engenharia (EE). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Bruno Filipe Carmelino Cardoso Sarmento
Assunto(s):Nanopartículas  Sinvastatina  Liberação controlada de fármacos 

Resumo

A pseudoboemita é um composto de alumínio com estrutura semelhante à do mineral Boemita. A célula unitária da pseudoboemita é um pouco maior que a da boemita devido a uma maior incorporação de água na estrutura da mesma. Ela possui partículas de dimensões nanométricas podendo ser sintetizada com pureza extremamente elevada. Vários trabalhos publicados na literatura mostram o potencial da utilização deste material na liberação controlada de fármacos inclusive no tratamento de câncer. A utilização de fármacos na forma de complexos incorporados a matrizes poliméricas e géis cerâmicos pode levar a um controle adequado na absorção gastrointestinal quando administrados por via oral. Como conseqüência, existe a possibilidade de promover uma ação gradual através de progressiva liberação do fármaco, aumentando desta forma sua eficiência, reduzindo a dose e a toxicidade. Estudos prévios demonstram que a pseudoboemita não é tóxica podendo ser utilizada na liberação de fármacos. Durante a realização dos ensaios para determinar a toxidade deste material, foi observado que nos ratos que tomaram pseudoboemita por gavagem o teor de glicose no sangue foi reduzido. Sendo a pseudoboemita obtida via polimerização inorgânica de baixo custo, moléculas com diferentes características físico-químicas podem ser incorporadas a este suporte de pureza elevada e, a estrutura formada será avaliada como sistema de liberação de fármacos. Para se traçar um perfil da influência das propriedades físico-químicas de uma molécula no processo de interação com pseudoboemita, escolheu-se um fármaco com atividade farmacológica reconhecida, a sinvastatina (nome iupac: (1S,3R,7S,8S,8aR)-8-{2-[(2R,4R)-4-hydroxy-6-oxooxan-2-yl]ethyl}-3,7-dimethyl-1,2,3,7,8,8a-hexahydronaphthalen-1-yl 2,2-dimethylbutanoate). Será otimizada a síntese de pseudoboemita a partir de hidróxido de sódio e cloreto de alumínio com o objetivo de otimizar a liberação de sinvastatina em ensaios in vitro e in vivo utilizando Wistar rats. Busca-se também ressaltar a importância da pseudoboemita como transportador de fármacos, servindo inclusive, como precursor de novos sistemas terapêuticos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MATHEUS FRANCELINO BEZERRA DA SILVA; CAROLINE VALADÃO PACHECO; RENATO MENEGHETTI PERES; LEILA FIGUEIREDO DE MIRANDA; NELSON BATISTA DE LIMA; RENE RAMOS DE OLIVEIRA; AYRTON BERNUSSI; ANTÔNIO HORTENCIO MUNHOZ JUNIOR. Synthesis of pseudoboehmite – effect of acetate ion. MATERIALS RESEARCH-IBERO-AMERICAN JOURNAL OF MATERIALS, v. 23, n. 1, p. -, 2020.
BEZERRA DA SILVA, MATHEUS FRANCELINO; PACHECO, CAROLINE VALADAO; PERES, RENATO MENEGHETTI; DE MIRANDA, LEILA FIGUEIREDO; DE LIMA, NELSON BATISTA; DE OLIVEIRA, RENE RAMOS; BERNUSSI, AYRTON; MUNHOZ JUNIOR, ANTONIO HORTENCIO. Synthesis of pseudoboehmite - effect of acetate ion. MATERIALS RESEARCH-IBERO-AMERICAN JOURNAL OF MATERIALS, v. 23, n. 1 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.