Busca avançada
Ano de início
Entree

Mechanisms linking angiotensins to obesity and Diabetes: role of inflammation, endoplasmic reticulum stress and autophagy

Processo: 18/50004-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2018 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Convênio/Acordo: Texas Tech University
Pesquisador responsável:Joilson de Oliveira Martins
Beneficiário:Joilson de Oliveira Martins
Pesq. responsável no exterior: Naima Moustaid-Moussa
Instituição no exterior: Texas Tech University (TTU), Estados Unidos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/11540-7 - Investigando o papel da insulina na vigência da inflamação alérgica pulmonar em camundongos diabéticos e sadios, AP.R
Assunto(s):Doenças metabólicas  Obesidade  Diabetes mellitus  Sistema renina-angiotensina  Estresse do retículo endoplasmático  Autofagia  Adipócitos  Projetos SPRINT 

Resumo

A obesidade, e doenças cardiovasculares. Uma das vias críticas envolvidas na obesidade é o Sistema Renina Angiotensina (RAS), que é classicamente conhecido por regular a pressão sanguínea e o equilíbrio do fluido também é expresso no tecido adiposo. O RAS contribui para a inflamação na obesidade e diabetes e, muitas vezes, está associado a disfunções nos processos celulares. Estes incluem o estresse do retículo endoplasmático (ER) e a autofagia, que não são bem compreendidos. Nós levantamos a hipótese de que o RAS contribui para a inflamação associada a doenças metabólicas através do estresse de ER desregulado e autofagia em adipócitos e células, imunes (macrófagos). Vamos testar esta hipótese usando camundongos que sobre expressam RAS de forma específica no tecido adiposo para determinar mudanças nesses processos celulares. Adicionalmente, investigaremos os mecanismos que medeiam esses efeitos usando adipócitos e macrófagos cultivados. Além disso, como o tecido adiposo também é composto de células imunes, é fundamental investigar as interações entre adipócitos e macrófagos para entender melhor como eles afetam diabetes e obesidade. Nossa proposta ajudará a identificar novos alvos potenciais para reduzir a obesidade induzida por RAS e doenças metabólicas relacionadas. Importantemente, a base para a pesquisa proposta baseia-se em sólidos conhecimentos estabelecidos e complementares e trabalhos publicados pelos arquivos TTU/obesidade/tecido adiposo) e USP/imunologia). (AU)