Busca avançada
Ano de início
Entree

Protecting civilians: evidence from Brazilian and Dutch peacekeeping operations

Processo: 17/50411-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2018 - 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Convênio/Acordo: Leiden University
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Sérgio Luiz Cruz Aguilar
Beneficiário:Sérgio Luiz Cruz Aguilar
Pesq. responsável no exterior: Eugenio Cusumano
Instituição no exterior: Universiteit Leiden, Holanda
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/21211-8 - O uso da força e a proteção de civis nas operações de paz da Organização das Nações Unidas, AP.R
Assunto(s):Missões de paz  Defesa civil  Organização das Nações Unidas (ONU)  Holanda  Brasil  Cooperação internacional 

Resumo

O projeto visa analisar evidencias nas operações de paz de Brasil e Holanda em relação a proteção de civis. Entender os fatores subjacentes da efetividade das operações de paz é crucial para melhorar a habilidade da comunidade internacional de desenvolver mecanismos efetivos para a proteção de civis na sequência de atrocidades em massa e para a resolução de conflitos em geral. A Holanda tem participado ativamente em operações de paz. Na África, sob mandatos que autorizaram o uso da força para proteger civis, o país esteve presente na República Democrática do Congo (RDC), Costa do Marfim, Sudão do Sul e Mali. A Holanda teve uma experiência traumática na Bósnia Herzegovina onde suas tropas não foram capazes de evitar o genocídio ocorrido em Srebrenica com várias consequências. O Brasil teve uma importante experiência em uso da força na operação de paz no Haiti (MINUSTAH), além de enviar observadores militares para várias missões na África. Dessa forma, membros do governo, policiais e militares holandeses e brasileiros têm experiência em operações de paz autorizadas a usar a força para proteger civis Protecting civilians: evidence from Brazilian and Dutch UN peacekeeping operations. Ambos os países possuem arquivos com memórias de operações de paz que podem prover dados relevantes para a pesquisa. As atividades de intercâmbio incluem reuniões e pesquisas de campo em Leiden Amsterdam São Paulo e Brasília para discussão de tópicos da pesquisa obtenção de fontes primárias. (AU)