Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e caracterização de proteínas de membrana envolvidas no transporte e metabolismo de ferro em Leishmania

Processo: 17/23933-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de setembro de 2018 - 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Maria Fernanda Laranjeira da Silva
Beneficiário:Maria Fernanda Laranjeira da Silva
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesq. associados:Lucile Maria Floeter-Winter ; Sandra Marcia Muxel
Bolsa(s) vinculada(s):18/15971-5 - Identificação e caracterização de proteínas de membrana envolvidas no transporte e metabolismo de ferro em Leishmania, BP.JP
Assunto(s):Interações hospedeiro-parasita  Leishmaniose  Leishmania  Macrófagos  Transcriptoma  Transporte de íons  Proteínas da membrana 

Resumo

Os protozoários do gênero Leishmania são responsáveis pelas doenças genericamente conhecidas como leishmanioses que afetam seres humanos em todo o mundo. Esses organismos são parasitas digenéticos que na fase intracelular do seu ciclo de vida são chamados de amastigotas e residem no vacúolo parasitóforo dos macrófagos de mamíferos. Os processos que levam à diferenciação da forma promastigota, encontrada no inseto vetor, para a forma amastigota são alvos de muitos estudos, uma vez que as amastigotas são capazes de sobreviver e replicar nos macrófagos, apesar do arsenal de defesa dessas células. Uma das condições críticas encontrada pela Leishmania no macrófago é a carência de nutrientes, dentre eles o ferro, fundamental como cofator de diversas enzimas essenciais para o parasita. A identificação e estudo de genes essenciais para o transporte de ferro por esses parasitas revelaram que a disponibilidade de ferro tem um papel central na geração de amastigotas infectivos. A privação de ferro induz a expressão de uma série de genes cuja função ainda é desconhecida gerando uma excelente oportunidade para a identificação de componentes adicionais da maquinaria molecular responsável pela aquisição, armazenamento e utilização de ferro nesses parasitas. Assim, este projeto tem por objetivo identificar e caracterizar novos genes envolvidos no transporte e metabolismo de ferro, e potencialmente outros metais de transição, em Leishmania a partir da análise de transcriptomas de parasitas privados de ferro. O conhecimento das vias relacionadas ao transporte e metabolismo de ferro é essencial para a compreensão da fisiologia desses parasitas e da relação desse parasita com seus hospedeiros, além de levar a determinação de novos alvos terapêuticos e potencialmente auxiliar no desenvolvimento de novos quimioterápicos contra as leishmanioses. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.