Busca avançada
Ano de início
Entree

Percepções de risco em ambientes hospitalares

Processo: 17/26859-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2018 - 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Setores Específicos
Pesquisador responsável:Ana Maria Malik
Beneficiário:Ana Maria Malik
Instituição-sede: Escola de Administração de Empresas (EAESP). Fundação Getúlio Vargas (FGV). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Laura Maria Cesar Schiesari ; Luciana Reis Carpanez Corrêa ; Mayra Carvalho Ribeiro ; Romeu Gomes
Assunto(s):Administração hospitalar  Riscos  Segurança  Hospitais 

Resumo

Para o senso comum, risco é o oposto de segurança. No entanto, não necessariamente os profissionais que atuam em serviços de saúde - onde se começa a discutir segurança de maneira institucionalizada - têm esta mesma percepção. A presente pesquisa se propõe a investigar como estes atores, fundamentais para implementar ações no sentido de aumentar a segurança para os envolvidos nos processos do setor (pacientes e trabalhadores), entendem o conceito de risco. A premissa é que este conceito pode ser compreendido sob a ótica financeira, de qualidade, epidemiológica, de imagem, dependendo da origem e das vivências anteriores desses gestores. Isto será verificado junto a gestores de diferentes tipos de hospitais, considerando propriedade, localização e finalidade, totalizando 48 unidades. A partir daí pretende-se obter estratégias para lidar com o risco/com a segurança, validados pelos profissionais em questão. Mesmo considerando que os resultados da pesquisa não necessariamente poderão ser extrapolados para os quase 6000 hospitais brasileiros, esta será uma forma de auxiliar os gestores e formuladores de políticas a desenhar mecanismos eficazes de lidar com a questão. (AU)