Busca avançada
Ano de início
Entree

RTI 2017 : plano anual de aplicação da Reserva Técnica para Infraestrutura Institucional para pesquisa

Processo: 17/25154-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de setembro de 2018 - 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Lia Rita Azeredo Bittencourt
Beneficiário:Lia Rita Azeredo Bittencourt
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Tecnologia  Saúde  Meio ambiente  Engenharia  Biologia  Humanidades 

Resumo

O Plano de Desenvolvimento Institucional da UNIFESP (PDI 2016-2020) estabeleceu que as atividades de pesquisa devem priorizar projetos interdisciplinares e multiusuários, com características inovadores e com alto impacto intelectual, social e econômico. Para atingir tais objetivos, o plano de aplicação da reserva técnica institucional (RTI) UNIFESP foi desenvolvido com a participação das Câmaras de Pós-Graduação e Pesquisa de cada Unidade Universitária (UU) da Unifesp. Depois de estabelecidas as prioridades, os recursos foram distribuídos de forma proporcional ao montante da contribuição de acordo com o conjunto de pesquisadores lotados em cada UU para o cálculo da RTI. Em cada Câmara, foram determinadas as principais necessidades da UU, priorizando os equipamentos multiusuários, assim como os serviços ou insumos necessários para o funcionamento das plataformas multiusuárias e estratégicas para o desenvolvimento de pesquisa de qualidade. Um dos critérios de elegibilidade, no caso de adaptações dos laboratórios, foi a apresentação de certificado do Departamento de Engenharia da Instituição confirmando sua viabilidade. As propostas apresentadas por cada Câmara foram discutidas no Conselho de Pós-Graduação e Pesquisa após a verificação da ausência de itens não permitidos, de acordo com a política específica FAPESP. A distribuição dos recursos foi da seguinte forma: a) 30% para propostas encaminhadas pela equipe da pró-reitoria, visando atender situações de emergência e os custos para manutenção de infraestrutura para pesquisa comum a todos os campi; b) 70% para propostas encaminhadas pelas Câmaras de pós-graduação e pesquisa (PGPq) das UU, após avaliação de todas as propostas enviadas pelos pesquisadores, para equipamentos ou serviços para laboratórios multiusuários. A decisão sobre a prioridade foi baseada nos seguintes critérios: instalações compartilhadas, impossibilidade de obter fundos provenientes de outras fontes e potencial de impacto dos projetos de pesquisa a serem desenvolvidos nas centrais multiusuários. Os itens solicitados foram considerados os mais relevantes para a manutenção de laboratórios de uso comum. A Pró-reitoria tem priorizado abordagens inovadoras e projetos de alto nível nas diversas áreas de pesquisa. Em algumas áreas já temos uma tradição forte, como em Ciências da Saúde e Biológicas, em outras, no entanto, estamos em expansão como em Ciências Humanas, Ciências Exatas, Ambientais e mais recentemente, Petróleo e Instituto do Mar em Santos. Portanto, a alocação de recursos foi baseada nas principais necessidades da Universidade quanto à infraestrutura de pesquisa, em curto, médio e longo prazo. Materiais de consumo, essenciais para a realização dos serviços de manutenção e modernização também serão adquiridos para apoiar vários grupos de pesquisa. No que diz respeito aos 30% sob a responsabilidade da decisão direta da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, a prioridade será dada à manutenção corretiva de equipamentos ou laboratórios; suporte ao Escritório Institucional de Apoio aos Pesquisadores e à divulgação científica bem como, à aquisição de Software para apoio à pesquisa e ao Escritório de Integridade Acadêmica que atua junto à ProPGPq . Também serão apoiados eventos integradores como o Fórum de Pesquisadores, Fórum de Pós-doutores que viabiliza espaços para discussão e parcerias em pesquisa e inovação. Os recursos também serão utilizados para apoiar a publicação de revistas (incluindo serviços de diagramação, edição, impressão e publicação em versão eletrônica), entre as quais a ENTRETESES, uma revista destinada a promover as pesquisas desenvolvidas na UNIFESP, nacional e internacionalmente. O repositório Institucional de Dados e Documentos será apoiado por meio de melhorias na conectividade do DataCenter melhorando a conexão entre os sistemas de armazenamento e processamento de dados. (AU)