Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da sobrecarga de frutose desde a prenhez sobre os aspectos morfo-funcionais dos rins das proles

Processo: 18/03511-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2018 - 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Guiomar Nascimento Gomes
Beneficiário:Guiomar Nascimento Gomes
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hipertensão  Desenvolvimento fetal  Fisiologia renal  Função renal 

Resumo

Nas últimas décadas houve grande aumento do consumo de alimentos que apresentam a frutose em sua formulação. Entretanto o elevado consumo deste açúcar tem sido relacionado ao desenvolvimento de doenças como hipertensão, obesidade, diabetes e outras. Sabe-se que o ambiente materno adequado é vital para o bom desenvolvimento fetal e que alterações que repercutem neste ambiente podem modificar o desenvolvimento intra-uterino tornando a prole mais suscetível ao desenvolvimento de hipertensão arterial e alterações cardiovasculares, renais e metabólicas na idade adulta. Considerando-se que durante a gestação, o elevado consumo de frutose pode alterar o ambiente fetal, é de importância avaliar a repercussão do consumo excessivo de frutose desde o período de prenhez e de aleitamento sobre a pressão arterial e sistema renal da prole em idade adulta. Objetivos: 1) Avaliar na prole de ratas submetidas à sobrecarga de frutose durante a prenhez e aleitamento alterações na pressão arterial e na morfologia e função renal. 2) Avaliar estes mesmos parâmetros na prole de ratas submetidas à sobrecarga de frutose durante a prenhez e aleitamento que continuaram a receber frutose após o desmame. (AU)