Busca avançada
Ano de início
Entree

Abordagem multidimensional das práticas pedagógicas em geociências no ensino superior

Processo: 18/10613-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2018 - 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Pesquisador responsável:Denise de La Corte Bacci Toledo
Beneficiário:Denise de La Corte Bacci Toledo
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Maria Isabel de Almeida ; Paulo Milton Barbosa Landim ; Vânia Maria Nunes dos Santos
Assunto(s):Didática  Ensino de geociências 

Resumo

O presente projeto de pesquisa visa investigar as práticas pedagógicas em cursos de Geociências nas três universidades estaduais paulistas USP, UNESP e UNICAMP. A pesquisa está referenciada no campo da pedagogia universitária e ensino de Geociências, analisando as práticas docentes em cursos de bacharelado em Geologia e licenciatura em Geociências e Ciências Naturais. O referencial metodológico é baseado na categorização das práticas pedagógicas a partir das dimensões dos saberes docentes: saberes pedagógicos, profissionais e organizacionais e da dimensão do conhecimento profissional do professor. Esta primeira categorização baseia-se em dados qualitativos advindos de questionários e entrevistas semiestruturados, que irão fornecer informações acerca do perfil profissional dos docentes, visões sobre ensino e aprendizagem e desenvolvimento profissional. Os dados serão analisados com base no referencial da análise textual discursiva e análise documental, o que irá contribuir com a elaboração de um panorama das práticas pedagógicas e institucionais. Os dados quantitativos serão coletados por meio de observação em sala de aula aplicando o método RTOP - Reformed Teaching Observation Protocol. Este protocolo analisa cinco dimensões relacionadas às práticas pedagógicas: elaboração e implementação da aula; conhecimento de conteúdo, conhecimento procedimental, comunicação em sala de aula e relação professor-aluno. A metodologia de análise do protocolo avalia 25 itens, aos quais são descritos em uma escala tipo Likert de cinco pontos (0-4) contemplando 20 pontos para cada categoria. Estas categorias refletem as atividades de uma aula específica que foi observada, avaliando quão alinhada está a proposta da aula e sua implementação com os objetivos da metodologia RTOP. As aulas são, então, categorizadas em tradicional-centrada no professor, transicional e centrada no aluno. Os dados são coletados por mais de um observador e os resultados são analisados por meio de estatística descritiva e análise multivariada. Os resultados qualitativos e quantitativos serão comparados e indicarão as práticas atuais no ensino superior em Geociências numa abordagem multidemensional, promovendo reflexões sobre a importância das práticas pedagógicas e desenvolvimento profissional nas referidas instituições. Irá contribuir ainda para fomentar uma comunidade de aprendizagem em Geociências. (AU)