Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de uma unidade de transporte aeromédico de pacientes compacta e nacional

Processo: 17/26104-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de setembro de 2018 - 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Aeroespacial - Sistemas Aeroespaciais
Pesquisador responsável:Luís Henrique Médici Colus
Beneficiário:Luís Henrique Médici Colus
Empresa:LHColus Tecnologia Ltda. - ME
CNAE: Fabricação de turbinas, motores e outros componentes e peças para aeronaves
Serviços de engenharia
Município: São José dos Campos
Vinculado ao auxílio:15/00998-7 - Desenvolvimento de uma unidade de transporte aeromédico de pacientes compacta e nacional, AP.PIPE
Assunto(s):Ambulâncias  Sistema médico de emergência  Transporte de pacientes  Transporte aéreo 

Resumo

Atualmente, os sistemas de atendimento e suporte a vida de pacientes médicos são importados, e sua instalação em aeronaves, para o transporte rápido, depende de aprovações cuja documentação é comercializada por empresas estrangeiras. Além deste fator, que implica em altos custos e necessidade de um processo de importação, a portabilidade de muitos sistemas existentes não é ideal para transporte aéreo; a baixa modularidade impede um uso fácil e rápido em outros tipos de transporte ou aplicação; e algumas funcionalidades não estão disponíveis para alguns tipos de aplicação. Neste contexto, este projeto busca oferecer ao mercado uma proposição diferente de valor, integrando funcionalidades de suporte a vida em um único sistema, de modo a: permitir um menor tempo de atendimento no local, sem precisar aguardar a chegada de um recurso essencial; permitir o suporte integral desde o início do atendimento, por meio de um conjunto completo de funcionalidades; e permitir o suporte contínuo durante todo o transporte do paciente, por meio da integração das funcionalidades em um único sistema. O produto objeto deste projeto será desenvolvido a partir de uma maca desenvolvida para transporte aéreo pela empresa proponente desta proposta, adaptada para a integração de uma base de instalação dos equipamentos de suporte a vida, de uso comercial no país, de fonte de energia própria e de fonte de oxigênio, além de um sistema de adaptação para fixação em vários tipos de aeronaves, de asa fixa ou rotativa, e sua consequente aprovação na ANAC. A construção da estrutura do sistema, com materiais aeronáuticos leves e de fácil aquisição, irá permitir o uso sem restrição em aeronaves pequenas, tanto helicópteros quanto da aviação geral, sem penalizar a quantidade de equipamentos integrados. Além disso, o custo da estrutura, de construção nacional, irá permitir uma redução significativa do preço final do produto ao cliente. A capacidade da estrutura de armazenar mais equipamentos irá permitir uma maior portabilidade, de modo que o paciente possa receber auxílio de todos recursos sem precisar aguardar a chegada de outro equipamento, como uma UTI móvel avançada, sem precisar a conexão de outro recurso durante o transporte, e sem precisar desconectar recursos na chegada a um centro de tratamento intensivo ou atendimento de um hospital. A modularidade do sistema irá permitir integrar funcionalidades disponíveis apenas através de módulos externos, facilitando a operação e permitindo expansões. A aprovação da ANAC para uso em aeronaves irá permitir uma redução do preço final do produto, uma vez que os produtos estrangeiros incorporam no preço um valor significativo apenas para disponibilizar ao cliente a documentação de aprovação necessária. (AU)