Busca avançada
Ano de início
Entree

Astaxantina retém a peroxidação oxidativa-nitrativa em lipossomos miméticos de mitocôndrias: um modelo pré-apoptótico

Processo: 18/16558-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de outubro de 2018 - 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Marcelo Paes de Barros
Beneficiário:Marcelo Paes de Barros
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado à bolsa:17/06032-2 - Estratégias bioquímicas, fisiológicas e transcriptômicas para o estudo da relação entre carotenóides, estresse oxidativo e qualidade de frutas cítricas, BE.PQ
Assunto(s):Lipossomos  Carotenoides  Antioxidantes  Apoptose 

Resumo

A astaxantina (ASTA) é um cetocarotenoide encontrado em vários organismos marinhos e que propicia muitos benefícios a saúde humana. A ASTA é particularmente eficiente contra a lipoperoxidação radicalar, e descobertas recentes sugerem que sua possível ação seja centrada na mitocôndria das células. Assim sendo, examinamos aqui os efeitos protetores da ASTA contra a lipoperoxidação em lipossomos zwitteriônicos de fosfatidilcolina (PCLs) e lipossomos aniônicos de fosfatidilcolina:fosfatidilglicerol (PCPGLs), em diferentes valores de pH (6,2 a 8,0), os quais foram expostos a condições oxidativas/nitrativas que mimetizavam o microambiente redox regular ou pré-apoptótico de mitocôndrias ativas. As condições pré-apoptóticas foram criadas pela oxidação/nitr(osil)ação do citocromo c, as quais resultaram nos níveis mais elevados de lipoperoxidação encotrados nos sistemas PCLs ou PCPGLs (pH 7,4). A ASTA apresentou menor efeito protetor em condições levemente ácidas, principalmente em PCPGLs aniônicos. Nossos dados demonstram a capacidade da ASTA em suprimir eventos oxidativos e nitrativos que conduzem a apoptose mediada pela atividade citocromo c-peroxidase e a subsequente lipoperoxidação, embora essa eficiência varie significativamente com o pH e a composição lipídica das membranas. (AU)