Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de paternidade, fluxo de pólen, e estrutura genética espacial de uma população natural de Euterpe precatoria na Amazônia Brasileira

Processo: 18/20692-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de novembro de 2018 - 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:Elizabeth Ann Veasey
Beneficiário:Elizabeth Ann Veasey
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil

Resumo

Euterpe precatoria, conhecido como açaí do Amazonas, é uma palmeira regionalmente importante da Floresta Amazônica para a produção de frutas através da agricultura extrativista. Pouca informação está disponível no que diz respeito à diversidade genética, fluxo gênico e estrutura genética espacial (SGS) das populações de açaí, que são essenciais para o uso, manejo econservação dos recursos genéticos da espécie. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar a diversidade genética, nível de endogamia, SGS e fluxo gênico em quatro estágios ontogenéticos de uma população natural de E. precatoria na Amazônia Brasileira, baseada em 18 locos microssatélites. O estudo foi realizado em uma população natural dispersa em uma área de cerca de 10 ha. Tecidos foliares foram amostrados de 248 plantas, que foram mapeadas e classificadas em quatro estágios ontogenéticos: reprodutivo (59), imaturo (70), jovem (60) e plântula (59). Os índices de diversidade genética foram altos para todos os estágios ontogenéticos. O índice de fixação (F) para todos os estágios ontogenéticos não foi significativamente diferente de zero, indicando a ausência de endogamia. Um SGS significativo foi encontrado para todos os estágios ontogenéticos (68-110 m), indicando dispersão de sementes em curtas distâncias. A análise de paternidade detectou imigração de pólen de 39,1%, uma taxa de autofecundação de 4,2% e uma distância de dispersão de pólem média na população de 531 m. Os resultados indicam substancial entrada alélica na população via imigração de pólen, contribuindo para a manutenção da diversidade genética da população. No entanto, dentro de uma população, a renovação com novas progênies selecionadas a partir de plantas espaçadas a pelo menos 110 m é importante de modo a evitar a coleta de sementes de plantas relacionadas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.