Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise multiparamétrica da textura de vértebras lombares em imagens de ressonância magnética e correlação com fraturas por fragilidade.

Processo: 18/04266-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2018 - 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Pesquisador responsável:Marcello Henrique Nogueira-Barbosa
Beneficiário:Marcello Henrique Nogueira-Barbosa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Carlos Ernesto Garrido Salmon ; Francisco José Albuquerque de Paula ; Iana Mizumukai de Araujo ; JAMILLY GOMES MACIEL ; Paulo Mazzoncini de Azevedo Marques
Assunto(s):Ressonância magnética  Espectroscopia  Osso e ossos  Medula óssea  Densidade óssea 

Resumo

A densidade mineral óssea (DMO) mensurada por meio da densitometria óssea (Dual-energy X-ray absorptiometry, DXA) juntamente com dados clínicos é considerada o padrão de referência pela Sociedade Internacional de Densitometria para a predição do risco de fraturas por fragilidade óssea. No entanto, a literatura tem demonstrado que a DMO isoladamente não é suficiente para predição de fraturas, sugerindo que a associação de outros parâmetros de qualidade óssea como arquitetura trabecular e alterações da adiposidade da medula óssea (AMO) melhorem a predição de fraturas por fragilidade óssea.A ressonância magnética de alta resolução (RMAR) é um exame que vem sendo utilizado em diversos estudos de osteoporose, apresentando a possibilidade de análise de diferentes parâmetros relacionados com a qualidade óssea. Nesse contexto, avaliaremos um total de 72 pacientes divididos em 3 grupos: massa óssea normal (controles), osteopenia/osteoporose sem fraturas, osteopenia/osteoporose com fratura por fragilidade. Os voluntários serão submetidos a exame de RMAR de coluna lombossacra, com espectroscopia de prótons para quantificação da AMO, sequências gradiente-eco para análise de parâmetros da arquitetura trabecular e sequências fast spin eco para quantificação de atributos de textura óssea, correlacionando com a DMO, objetivando identificar potenciais novos fatores de risco para fraturas por fragilidade. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
JAMILLY GOMES MACIEL; IANA MIZUMUKAI DE ARAÚJO; LUCIO C. TRAZZI; PAULO MAZZONCINI DE AZEVEDO-MARQUES; CARLOS ERNESTO GARRIDO SALMON; FRANCISCO JOSÉ ALBUQUERQUE DE PAULA; MARCELLO HENRIQUE NOGUEIRA-BARBOSA. Association of bone mineral density with bone texture attributes extracted using routine magnetic resonance imaging. Clinics, v. 75, p. -, 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.