Busca avançada
Ano de início
Entree

Estrutura molecular da isoforma 2 da purina nucleosídeo fosforilase 2 de Schistosoma mansoni fornece nova visão da seletividade de nucleosídeos das PNPs

Processo: 18/19478-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de novembro de 2018 - 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Enzimologia
Pesquisador responsável:Humberto D'Muniz Pereira
Beneficiário:Humberto D'Muniz Pereira
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Schistosoma mansoni  Enzimas 

Resumo

Purina Nucleosídeo Fosforilases (PNPs) desempenham um papel importante no metabolismo do parasita Schistosoma mansoni, pois são enzimas chave na via de salvação de purinas. Neste trabalho é apresentada a caracterização estrutural e cinética de uma nova isoforma da PNP de S. mansoni, a SmPNP2. Utilizando termofluorescência realizou-se uma triagem com diferentes compostos, o que sugeriu que citidina e citosina eram potenciais ligantes dessa isoforma. A ligação de citosina e citidina, foi confirmada através de ensaios de calorimetria de titulação isotérmica (ITC), com KD de 27 µM para a citosina e KM de 76,3 µM para a citidina. A SmPNP2 também exibe atividade catalítica para inosina e adenosina, o que faz dessa enzima a primeira PNP descrita com atividade catalítica acentuada para pirimidinas e purinas. Obteve-se também, a estruturas cristalográfica da SmPNP2 com diferentes ligantes, a comparação dessas estruturas com a PNP previamente descrita para S. mansoni (SmPNP1) permite sugerir mecanismos que explicam a capacidade única da SmPNP2 ligar-se à pirimidinas. Quando comparada à SmPNP1, a SmPNP2 apresenta substituições em torno do sítio catalítico que alteram sua arquitetura e possibilitam um modo alternativo na ligação dos nucleosídeos com rotações de 180º no modo de ligação. A notável plasticidade desse sítio permite compreender a correlação entre estrutura e seletividade de nucleotídeos, sugerindo assim novas maneiras de analisar a atividade das PNPs. (AU)