Busca avançada
Ano de início
Entree

3º Simpósio Internacional sobre desenvolvimento e governança nos BRICS "os BRICS, governança e desenvolvimento sustentável: novos modelos de desenvolvimento?"

Processo: 18/12817-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 04 de dezembro de 2018 - 06 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração Pública
Pesquisador responsável:José Antonio Puppim de Oliveira
Beneficiário:José Antonio Puppim de Oliveira
Instituição-sede: Escola de Administração de Empresas (EAESP). Fundação Getúlio Vargas (FGV). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):BRICS  Modelos  Desenvolvimento  Governança 

Resumo

A principal contribuição científica que este simpósio trará não somente para o Brasil, mas também internacionalmente será o avanço no campo das ideias não ocidentais de desenvolvimento baseadas no caminho de desenvolvimento dos BRICS. Por um lado, o panorama intelectual de desenvolvimento, formado por bancos de desenvolvimento e acadêmicos, baseado principalmente nos países da OCDE, tem sido dominado por ideias de desenvolvimento elaboradas pela ideologia e pelo interesse dos países ocidentais. Essas ideias moldaram a economia e as instituições nos países em desenvolvimento. No entanto, mais recentemente, vários países não ocidentais surgiram como potências políticas e econômicas. Seu caminho de desenvolvimento é muito mais rápido que o das economias ocidentais. A China multiplicou seu PIB per capita em mais de 20 vezes em menos de 40 anos, reduzindo drasticamente sua taxa de pobreza. Seus resultados educacionais estão em par com os melhores do mundo (medidos pelos resultados do PISA). A economia da Índia cresce quase dez por cento ao ano. Seus modelos diferem significativamente daqueles propagados pelo Ocidente, mas pouco foi conceituado sobre as razões de seu sucesso (ou fracassos).No entanto, há muito menos pesquisas sobre se existem modelos inovadores de desenvolvimento perseguidos pelos BRICS e suas implicações para a administração pública e os aspectos de governança desses países. Assim, este simpósio tem dois objetivos principais. A primeira é compilar uma série de trabalhos de pesquisa que podem examinar os caminhos de desenvolvimento desses países para analisar os principais desafios, semelhanças e diferenças, bem como as possibilidades de aprender uns com os outros e exportar ideias de desenvolvimento. A segunda é fomentar uma rede de funcionários do governo e acadêmicos em assuntos públicos com interesse em modelos de desenvolvimento alternativo nos países do BRICS que possam trocar informações e participar de aprendizado de políticas e pesquisa conjunt (AU)