Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos antiproliferativos e pró-apoptóticos da fosfoetanolamina sintética/DODAC em células de carcinoma hepatocelular

Processo: 18/19579-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de novembro de 2018 - 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Durvanei Augusto Maria
Beneficiário:Durvanei Augusto Maria
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Lipossomos  Biologia celular  Nanomedicina 

Resumo

INTRODUÇÃO: Estudos atuais têm demonstrado que os lipossomas constituídos por DODAC / FO-S (dioctadecildimetilamonio / cloreto e fosfoetanolamina sintética) induz citotoxicidade em células tumorais de hapatocarcinoma Hepa1c1c7 e melanoma murino B16F10 com uma proporção mais elevada do que a fosfoetanolamina sintética isolada (PHO-S). Portanto, nosso objetivo foi avaliar o potencial de DODAC / PHO-S para elucidar o mecanismo de morte celular pelo qual os lipossomas induzem citotoxicidade no carcinoma hepatocelular Hepa1c1c7, comparado com o PHO-S isolada. MÉTODOS: Lipossomas (DODAC / PHO-S) foram preparados por ultra-som. As fases do ciclo celular, a expressão proteica e os tipos de morte celular em Hepa1c1c7 foram analisados por citometria de fluxo. A internalização dos lipossomas, o potencial elétrico mitocondrial e a estabilidade dos lisossomas também foram avaliados por microscopia confocal de varredura a laser. RESULTADOS: Após o tratamento com lipossomas (DODAC / PHO-S), observamos um aumento significativo na população de células Hepa1c1c7 que sofreram parada do ciclo celular nas fases S e G2 / M, sendo este tratamento significativamente mais efetivo para promover a morte celular apoptose. Houve também uma diminuição no potencial elétrico mitocondrial; mudanças nos lisossomos; fragmentação nuclear e mudanças catastróficas nas células Hepa1c1c7. Os lipossomas promoveram adicionalmente aumento na expressão do receptor DR4, caspases 3 e 8 fosforilada, citocromo c, p53, p21, p27 e Bax. Houve também uma diminuição na expressão das proteínas Bcl-2, ciclina D1, CD90 e CD44. CONCLUSÃO: Os resultados gerais mostraram que os lipossomas DODAC / PHO-S foram mais efetivos que o PHO-S isolada, na promoção da citotoxicidade das células tumorais Hepa1c1c7, ativando as vias intrínseca e extrínseca da morte celular programada. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.