Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de nanopartículas poliméricas contendo própolis vermelha brasileira e avaliação antitumoral in vitro e in vivo em cânceres urológicos

Resumo

Os cânceres urológicos representam um grande problema de saúde pública com altas taxas de mortalidade. Os cânceres de próstata (CP), bexiga (CB) e testículos são os mais comuns, representando mais de 90% dos casos de cânceres urológicos. A eficácia das terapias para CP e CB são baixas com altas taxas de recorrência e efeitos adversos. Desta forma, há uma procura por novas estratégias terapêuticas como, por exemplo, os produtos naturais. A própolis, resultado da coleta das abelhas Apis mellifera, é uma substância resinosa, usada popularmente no tratamento de infecções e tem se mostrado como um potencial agente antitumoral. Em especial, a própolis vermelha brasileira (PVB), cultivada, em maioria no estado do Alagoas, tem se destacado como potencial agente antiproliferativo. Entretanto, devido as propriedades físico-químicas desfavoráveis dos produtos naturais, como baixa solubilidade em água, instabilidade, baixa biodisponibilidade, curta meia-vida etc, o encapsulamento de compostos em nanopartículas é uma estratégia interessante. Nesta linha, o presente projeto visa o desenvolvimento e caracterização de nanopartículas de poli(ácido lático) (PLA) contendo PVB e sua avaliação biológica in vitro e in vivo em modelo de câncer de bexiga e de próstata. O extrato de PVB será caracterizado por UPLC-PDA-MS. As nanopartículas serão obtidas pelo método da nanoprecipitação e serão caracterizadas por diferentes técnicas. Após essas avaliações e otimização do processo de preparo da formulação, ensaios in vitro em modelo de cultivo de células de câncer de bexiga e de próstata 2D e 3D serão realizados, assim como ensaios moleculares. A eficácia e toxicidade in vivo serão realizadas em modelos xenotransplantados de CB e CP. Desta forma, espera-se, além do desenvolvimento de uma formulação nanoestruturada para o tratamento futuro de CB e CP com o produto natural PVB, o desenvolvimento de uma plataforma de estudos de citotoxicidade de nanoestruturas em 3D e avaliação da eficácia e toxicidade da PVB in vivo nos modelos de CB e CP que até o presente momento nunca foi investigada. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BOTTEON, C. E. A.; SILVA, L. B.; CCANA-CCAPATINTA, G. V.; SILVA, T. S.; AMBROSIO, S. R.; VENEZIANI, R. C. S.; BASTOS, J. K.; MARCATO, P. D.. Biosynthesis and characterization of gold nanoparticles using Brazilian red propolis and evaluation of its antimicrobial and anticancer activities. SCIENTIFIC REPORTS, v. 11, n. 1, . (14/50928-2, 18/13465-5, 17/04138-8)
PIVETTA, THAIS P.; BOTTEON, CAROLINE E. A.; RIBEIRO, PAULO A.; MARCATO, PRISCYLA D.; RAPOSO, MARIA. Nanoparticle Systems for Cancer Phototherapy: An Overview. NANOMATERIALS, v. 11, n. 11, . (17/04138-8, 18/13465-5)
SILVA, LETICIA B.; CASTRO, KELLY A. D. F.; BOTTEON, CAROLINE E. A.; OLIVEIRA, CRISTIANO L. P.; DA SILVA, ROBERTO S.; MARCATO, PRISCYLA D.. Hybrid Nanoparticles as an Efficient Porphyrin Delivery System for Cancer Cells to Enhance Photodynamic Therapy. FRONTIERS IN BIOENGINEERING AND BIOTECHNOLOGY, v. 9, . (19/19448-8, 14/50928-2, 18/13465-5, 16/12707-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.