Busca avançada
Ano de início
Entree

Simulação na formação do enfermeiro

Processo: 17/16736-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2018 - 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem
Pesquisador responsável:Sílvia Franco da Rocha Tonhom
Beneficiário:Sílvia Franco da Rocha Tonhom
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). Marília , SP, Brasil
Pesq. associados: EDUARDO FUZETTO CAZAÑAS ; Maria José Sanches Marin
Assunto(s):Simulação  Educação  Aprendizagem  Ensino 

Resumo

Introdução: Aos cursos de graduação em enfermagem vem sendo propostas mudanças substanciais no modelo de ensino, com vistas a atender a necessidade de formação de um profissional reflexivo e capaz de transformar a sua realidade de trabalho. Neste contexto, as diferentes formas de ensino pautadas na simulação da prática profissional são desenvolvidas. Objetivo: analisar os avanços e desafios no desenvolvimento da simulação da prática profissional de estudantes dos Cursos de Graduação em Enfermagem. Método: O estudo que será desenvolvido em três etapas, sendo a primeira delas uma revisão integrativa da literatura que incluirá artigos dos anos de 2011 a 2017; a segunda trata-se de uma pesquisa de campo que será realizada por meio de questionário on-line autoaplicável para coordenadores dos cursos de enfermagem de instituições públicas e privadas do Brasil, sendo que dados obtidos serão codificados em planilha eletrônica Microsoft Office Excel® versão 2010 e será aplicada a análise estatística relativa aos dados, incluindo cálculos de média e desvio padrão; a terceira etapa contará com um estudo qualitativo por meio de entrevistas realizadas com docentes e coordenares de cursos de enfermagem que utilizam a simulação como estratégia de ensino e aprendizagem e análise será feita por meio da Análise de Conteúdo proposto por Bardin. Resultados esperados: Espera-se com este estudo obter dados sobre como a simulação vem sendo desenvolvida nos cursos de graduação em enfermagem no Brasil, seus avanços e desafios, visando uma melhor compreensão desse cenário de ensino, para que seja possível avançar nessa perspectiva, uma vez que se trata de uma estratégia de ensino capaz de mobilizar recursos afetivos, cognitivos e psicomotores necessários para a formação profissional em saúde. (AU)