Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de vacinas baseadas em BCG recombinante: Tuberculose, Pertussis, Pneumococo e Schistosoma

Processo: 17/24832-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de novembro de 2018 - 31 de outubro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Luciana Cezar de Cerqueira Leite
Beneficiário:Luciana Cezar de Cerqueira Leite
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Viviane Maimoni Gonçalves
Pesq. associados:Alex Issamu Kanno ; Celio Lopes Silva ; Dunia Del Carmen Rodriguez Soto ; Giovana Cappio Barazzone ; Helder Takashi Imoto Nakaya ; Ivan Pereira Nascimento ; Leonardo Paiva Farias ; Michelle Darrieux Sampaio Bertoncini ; Ricardo Carneiro Borra ; Richard Malley ; Robert Alan Wilson ; Sergio Costa Oliveira ; Sergio Verjovski Almeida
Assunto(s):Vacinas  Schistosoma  Biotecnologia  Tuberculose  Vacina BCG  Vacinas pneumocócicas 

Resumo

Nossos estudos têm demonstrado as vantagens do Mycobacterium bovis BCG como sistema de apresentação de antígenos no desenvolvimento de novas vacinas. O projeto visa ampliar o uso das metodologias de expressão de genes heterólogos em BCG desenvolvidas em nossos laboratórios com o objetivo de propor novas vacinas na imunização contra Pertussis, Tuberculose, Pneumococo e Esquistossoma, e aperfeiçoar o tratamento imunoterápico do Câncer de Bexiga. A vacina de BCG recombinante (rBCG) contra Coqueluche Neonatal e a cepa de rBCG usada para tratamento aprimorado contra Câncer de Bexiga estão mais adiantadas e se encaminham para ensaios clínicos. Já a cepa de rBCG expressando um antígeno de E. coli como adjuvante, que mostrou induzir maior proteção contra Tuberculose, completou a fase de prova de conceito e sua caracterização deverá ser aprofundada. A implantação da plataforma de CRISPR/Cas9 e a abordagem de Systems Biology irão impulsionar esses estudos. Temos uma ampla investigação com antígenos de pneumococos sob diferentes formas de apresentação. A associação destes antígenos às vantagens do rBCG tem se mostrado promissora e será testada. A genômica funcional do Schistosoma forneceu uma série de genes/proteínas caracterizados como potenciais candidatos vacinais, mas requerem uma forma mais imunogênica de apresentação ao sistema imune. Para aprimorar a indução de resposta imune e proteção, serão investigados novos vetores de expressão em BCG e uma nova estratégia, MAPS (Multiple Antigen Presenting System). As respostas imunes induzidas pelas cepas de rBCG serão comparadas às de outras formas de apresentação dos antígenos buscando correlatos de proteção. Espera-se que os resultados de cada um dos subprojetos gerem imunobiológicos eficazes contra doenças importantes no contexto de saúde pública do país. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pós-doutorado em imunologia com Bolsa da FAPESP 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.