Busca avançada
Ano de início
Entree

Geocronologia de depósitos sedimentares em cavernas da região de são desiderio: implicações para a espeleogênese e evolução geomorfológica do oeste da Bahia

Processo: 18/15774-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2018 - 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Ivo Karmann
Beneficiário:Ivo Karmann
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Fernando Verassani Laureano ; Francisco William da Cruz Junior ; Lucas Padoan de Sá Godinho
Assunto(s):Neotectônica 

Resumo

Propõe-se o estudo o geocronológico e estratigráfico de sedimentos detríticos de cavernas da região de São Desidério, oeste do estado da Bahia, visando obter idades do soterramento de grãos de quartzo através da técnica de datação por radionuclídeos cosmogênicos. As idades das fases de deposição e erosão de sedimentos clásticos registrados nos sistemas de cavernas João Rodrigues e Manoel Lopes, na bacia do rio São Desidério, serão correlacionadas à eventos de ampliação e modificação de condutos subterrâneos (espeleogênese), assim como, à períodos de maior ou menor pluviosidade na região e consequente recarga hídrica dos sistemas de cavernas. Pretende-se obter idades mínimas do processo de iniciação e desenvolvimento da drenagem subterrânea destes sistemas, assim como, valores da taxa entalhamento subterrâneo de cânions fluviais, através da datação de depósitos fluviais preservados em diferentes níveis destes condutos. Os resultados deverão contribuir também no estudo dos efeitos de eventos climáticos do Quaternário (como, p.ex., os eventos milenares Younger Drias, Heinrich e o ultimo máximo glacial, LGM) sobre a dinâmica de sistemas cársticos. Estas variações de vazão e do nível d`água dos rios subterrâneos serão comparadas e integradas com variações de paleopluviosidade indicadas pelos registros já obtidos de variações de ´18O em espeleotemas carbonáticos da região. A datação U/Th de depósitos calcíticos intercalados em parte do registro clástico deverá fornecer idades de períodos com baixa vazão dos rios em conseqüência de fases menos pluviosas. A ocorrência de areias fluviais com idades superiores a 600 ka (atual limite máximo do método U/Th) já foram comprovadas nas cavernas em estudo, o que deverá permitir utilizar idades radiométricas de isótopos cosmogênicos de areias quartzosas para quantificar processos de entalhamento dos rios subterrâneos da região dos sistemas de cavernas João Rodrigues, Manoel Lopes e Sopradeira (região oeste da Bahia), trazendo assim, dados inéditos sobre taxas de soerguimento de áreas cratônicas do Brasil durante o Quaternário, contribuindo assim com estudos quantitativos da geomorfologia e tectônica recente. Esta proposta representa a continuidade das pesquisas paleoambientais do Quaternário e da dinâmica de sistemas cársticos, iniciada através dos auxílios à pesquisa da FAPESP, procs. 99/10351-6, 06/02834-2, 06/06761-0 e 2010/20560-2, desenvolvidos por integrantes da presente equipe de pesquisa. (AU)