Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos de embriogênese como subsídios para estratégias de reprodução e conservação de espécies arbóreas

Processo: 04/03333-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Temático
Vigência: 01 de março de 2005 - 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica
Pesquisador responsável:Eny Iochevet Segal Floh
Beneficiário:Eny Iochevet Segal Floh
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores principais:Walter Handro
Bolsa(s) vinculada(s):08/51640-1 - Efeito dos agentes de maturação, ABA, PEG e maltose, na produção de óxido nítrico e de espécies reativas de oxigênio em culturas embriogênicas de Araucaria angustifolia, BP.MS
07/52161-7 - Expressão diferencial de proteínas e metabolismo de AIA, ABA e aminoácidos durante a germinação de sementes em Ocotea odorífera, BP.MS
06/56137-0 - Maturação de culturas embriogênicas de araucária angustifolia: estudos bioquímicos e análise proteômica comparativa, BP.IC
+ mais bolsas vinculadas 05/58747-8 - Análise proteômica comparativa e variações bioquímica durante a embriogênese zigótica e somática de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Kuntze, BP.DR
05/58208-0 - Aspectos fisiológicos, bioquímicos e análise proteômica comparativa durante a maturação, germinação e conversão em plantas de embriões de Octea catharinensis Mez. (Lauraceae), BP.DR
05/50960-4 - Estudo da embriogênese em Ocotea catharinensis Mez (Lauraceae): aspectos fisiológicos, bioquímicos e moleculares, BP.PD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Embriogênese  Reprodução vegetal  Conservação biológica  Árvores florestais  Araucaria angustifolia  Ocotea catharinensis 
Publicação FAPESP:http://www.fapesp.br/biota/biota_floh.pdf

Resumo

A cultura de tecidos vegetais, considerada uma técnica biotecnológica, é de grande importância na propagação, em larga escala, de espécies florestais de interesse para futuros programas de reflorestamento clonal. Salienta-se a sua importância para aquelas espécies caracterizadas por um longo período de maturação e baixa viabilidade de sementes, e de difícil propagação através dos métodos convencionais. Nesse contexto, destaca-se a embriogênese somática, processo onde através da técnica de cultivo in vitro, células isoladas ou um grupo de células somáticas dão origem a embriões, num processo morfogenético que se aproxima da sequência dos eventos da embriogênese zigótica. Objetivos do projeto: 1) Levantar informações que possibilitem estabelecer marcadores fisiológicos, bioquímicos e moleculares para diferentes etapas da embriogênese zigótica e somática em A. angustifolia e O. catharinensis, duas espécies da Mata Atlântica; 2) Otimizar, a partir dessas informações, o sistema experimental da indução da embriogênese somática e conversão dos embriões em plantas; 3) Estabelecer modelos para estudos de embriogênese em outras espécies arbóreas de interesse, fornecendo subsídios para sua conservação, melhoramento, multiplicação e exploração. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.